Atualizado às 17h34min. 

VOLTA REDONDA
O novo comandante do 22º Grupamento de Bombeiros Militar assumiu na quarta-feira (13) a gestão de 13 municípios e ação no Sul do Rio. Deixou o cargo, depois de um ano e cinco meses o tenente-coronel Leonardo Loyola. Ele vai assumi a Brigada de Incêndios da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), na capital. Quem assume é o tenente-coronel Valério Jannuzzi dos Santos.
Nascido em Valença, cidade da mesma região do estado, o comandante se disse feliz com a missão de dirigir o grupamento. Será a primeira vez que estará a frente da gestão do 22º GBM.
– Penso que o grupamento é mais fácil e tenho certeza que os praças são muito dedicados e os oficiais também. Sei onde há as necessidades e tenho algo planejado e sei que somente por meio do trabalho vamos conseguir avançar e melhorar o serviço prestado – garantiu Jannuzzi.
Loyola teve o comando voltado para o “diálogo”. Morador do Rio, recebeu o título de Cidadão Voltaredondense, pelo trabalho em conjunto com os órgãos de segurança. Para ele, uma característica que ele sempre tentou melhorar.
– O quartel era muito fechado e tentamos mostrar nossa realidade e nosso lado humano. Com dificuldades e defeitos mostramos que viemos servir. Força de vontade de determinação foi nosso lema. Fizemos melhorias na unidade e tudo pensando na população que é nosso objetivo. Tenho certeza que saio do comando do 22º GBM, mas o grupamento nunca sairá do meu coração – ressaltou Loyola.
(da esquerda para direita) Loyola, Ricardo Lisboa e o novo comandante, Valério Jannuzzi.
O comandante do CBA Sul, coronel Ricardo Luiz Lisboa, que fica até abril, quando vai para reserva remunerada dos Bombeiros, participou da cerimônia. Ele ressaltou os valores que norteiam a corporação e desejou sorte aos comandados.
– Os dois são capacitados. Fruto de uma capacitação que visa atender melhor a sociedade. Tenho certeza que o novo comandante vai continuar o bom trabalho que o comandante Loyola vai deixar – afirmou o coronel Lisboa.
O novo comandante enfatizou ainda as dificuldades existem, mas pretende trabalhar para que os problemas que vierem serem solucionados da melhor forma possível.
– Tenho que ser lógico e realista. Sabemos que não é fácil ainda a situação do Estado. Temos que aproximar a população para que todos entendam como estamos trabalhando. Vamos atuar para que tudo seja da melhor forma possível – frisou Jannuzzi. (Matéria e Fotos: Jean Alves).
Praças do 22º GBM homenagearam o comandante Leonardo Loyola que deixou o comando.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Deixe seu nome aqui