<
Atualizado às 16h39min.

VOLTA REDONDA
O 28º Batalhão da Polícia Militar abriu na sexta-feira (18) a exposição “Heróis do Rio de Janeiro” em um shopping de Volta Redonda, no Sul do Rio. O projeto faz parte de uma programação do Batalhão do Aço, chamada “Batalhão de Portas Abertas”.
A exposição, pela primeira vez dentro de um shopping na cidade, apresenta fotos e um documentário sobre experiências de policiais feridos em serviço. Muitos perderam membros, sofreram ferimentos graves, mas sobreviveram para contar o que enfrentaram para defender a sociedade.
Alexsander de Oliveira Silva e Chilom Ferreira, um desses feridos m serviço, estiveram na abertura da exposição. Ambos afirmam que a iniciativa resgatou eles “da escuridão”.
– Esse projeto tem sido muito importante para mostrar que tem policiais que sofreram no exercício do serviço e que as vezes são deixados de lado. É uma forma de estarmos na ativa e nos tira da escuridão – afirmou Chilom.
– Essa é mais uma oportunidade de expor as histórias e as pessoas estão gostando e vendo que por trás da farda tem um ser humano um chefe de família ou uma mulher guerreira. A intenção é ajudar de alguma diminuir a letalidade policial no nosso estado – concluiu Alexsander.
Chilom e Alexandre recebendo o carinho das amigas de farda.
As fotos foram feitas por outro policial, que também é fotógrafo, Alexandre Gaetano. Na corporação há 20 anos, afirma que a experiência mudou a vida dele para sempre.
– Nunca havia me envolvido tanto e foi uma coisa transformadora na minha vida. Dar visibilidade ao que acontece com esses guerreiros é maravilhoso. Ajudar de alguma forma para que eles sejam vistos e reconhecidos como heróis é gratificante. O que eu puder fazer vou fazer para isso – frisou Alexandre.
Marcante mesmo foi para dona Maria Gorete Porto que passava pela exposição. Ela contou que teve a ajuda de um policial que nunca vai esquecer. Ela passava por um tratamento de câncer de mama. Ela passou mal e caiu na rua, enquanto ia para casa. Um PM a segurou e levou até a porta de casa.
– Um dia ainda quero encontrar esse policial que me ajudou. Hoje estou aqui para abraçar um policial e agradecer por aquele gesto de carinho que ele nem tinha obrigação de fazer. Hoje estou aqui para agradecer muito a todos os policiais que doam suas vidas por nós – falou.
A advogada Cleicione do Nascimento Silva, fez questão de dizer que está sendo uma experiencia enriquecedora saber a história dos profissionais que deram a vida para proteger as pessoas.
– Muito importante a sociedade conhecer como esses profissionais que sofreram para servir todas as pessoas do nosso estado, Gostei muito – declarou.

Exemplo começa cedo…

Comandante ensina a pequena Isabella como prestar continência desde cedo.
A comandante do 28º Batalhão, tenente-coronel Luciana Rodrigues, lembrou que a exposição tem o objetivo ainda de aproximar a sociedade da Polícia Militar. Ainda destacou o fato de manter o projeto “Batalhão de Portas Abertas”.
– Prestigiem nossa instituição e seja amigo do Policial Militar. Estamos aqui para proteger a população. Essa é nossa missão. Venham ver e assistir o vídeo “Heróis do Rio de Janeiro”. Esse é um início de um projeto que pode ir a escolas, faculdades e instituições. Essa exposição vai girar pela região e queremos que todos conheçam a história da Polícia Militar – lembrou a comandante.
A exposição está no 2° piso do Sider Shopping, na Vila Santa Cecília, em Volta Redonda. O local é aberto ao público de segunda a segunda. A entrada é franca.
Fotos: Evandro Freitas.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:

(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).