(ILUSTRATIVA)
<
ESTADO

Atualizado às 15h56min. 
O estado do Rio de Janeiro registrou, em fevereiro, os menores números de crimes contra a vida desde 1991, quando teve início a série histórica do Instituto de Segurança Pública (ISP). Os homicídios dolosos caíram 25%, quando comparado com o mesmo mês do ano passado. Foram 246 vítimas em fevereiro deste ano contra 326 em fevereiro de 2020. Esse foi o menor valor para o período nos últimos 30 anos. Em relação a janeiro deste ano, a redução foi de 32% e de 11% em paralelo com o acumulado do ano (janeiro e fevereiro).
Outro destaque é a queda no indicador letalidade violenta. Esse índice representa a soma de homicídio doloso, roubo seguido de morte, lesão corporal seguida de morte e morte por intervenção de agente do Estado. Em fevereiro, o indicador registrou o menor valor para o mês desde 1991: 409 em 2021 e 502 em 2020. As mortes por intervenção de agente do Estado diminuíram 10% em fevereiro.
Em dois meses, as polícias Civil e Militar retiraram de circulação cerca de 22 armas de fogo por dia no estado. Isso representa um total de 1.272 armas. Destas, 93 eram fuzis.
Os crimes contra o patrimônio também apresentaram queda nos dois primeiros meses do ano. Os roubos de rua (roubo a transeunte, roubo em coletivo e roubo de aparelho celular), de carga e de veículo reduziram, respectivamente, 32%, 27% e 28% em 2021.
É importante salientar que um estudo divulgado pelo ISP, em outubro, mostrou que a queda nos roubos de carga não tem correlação estatística com o isolamento social por conta do coronavírus. Para elaborar o relatório, os analistas do Instituto cruzaram dados dos usuários do Google com os registros de ocorrência da Secretaria de Estado de Polícia Civil.

Principais indicadores:

▪ Homicídio doloso: 607 vítimas no primeiro bimestre de 2021 e 246 em fevereiro;
▪ Crimes violentos letais intencionais (homicídio doloso, roubo seguido de morte e lesão corporal seguida de morte): 638 vítimas no primeiro bimestre de 2021 e 262 em fevereiro;
▪ Letalidade violenta (homicídio doloso, roubo seguido de morte, lesão corporal seguida de morte e morte por intervenção de agente do Estado): 934 vítimas no primeiro bimestre de 2021 e 409 em fevereiro;
▪ Morte por intervenção de agente do Estado: 296 mortes no primeiro bimestre de 2021 e 147 em fevereiro;
▪ Roubo de carga: 714 casos no primeiro bimestre de 2021 e 351 em fevereiro. Redução de 28% em relação ao acumulado do ano;
▪ Roubo de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo): 12.718 casos no primeiro bimestre de 2021 e 6.282 em fevereiro;
▪ Roubo de veículo: 4.504 casos no primeiro bimestre de 2021 e 2.172 em fevereiro. Uma redução de 27%;

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).