Maestro da guarda pesa baqueta sobre comandados
Foto: Evandro Freitas.
<

ESPECIAL


VOLTA REDONDA

Atualizado às 18h47min.
De um mês para cá, o portal SUL FLUMINENSE ONLINE vem recebendo inúmeras denúncias sobre o comportamento do atual comandante da GMVR, escolhido pelo prefeito Antonio Francisco Neto (DEM). João Batista dos Reis, ex-funcionário público aposentado é o atual maestro da guarda e vem demonstrando, segundo os próprios comandados, ser uma pessoa em que o poder pode ter “subido à cabeça”.
São tantas denúncias que vamos precisar elencar uma a uma. O objetivo é que você leitor entenda, separadamente, o que os guardas e até policiais militares estão enfrentando.

Proibir por Proibir

Arena bloqueada para policiais militares a mando do comandante
Arena bloqueada para policiais militares a mando do comandante que ameaça multar os veículos. Foto: Evandro Freitas.
Policiais militares foram proibidos de estacionar os carros em uma área em frente a Arena Esportiva. Nossas câmeras flagraram cavaletes que foram colocados para inibir que agentes do 28º Batalhão da PM parassem os carros no local que fica bem ao lado do quartel, no bairro Voldac.
Um ofício foi enviado pela prefeitura para a comandante do 28º BPM por alguma secretaria, ou do Esporte, que comanda a Arena, ou da Educação, sobre a proibição dos carros no local. Não foi enviado pelo comandante diretamente, como uma fonte havia nos dito antes. Mesmo assim, a ordem é não parar nenhum veículos nas entradas da arena. A pergunta dos policiais é “por que só agora não pode mais parar carros no local, que está fechado há mais de um ano por causa da pandemia”, questionou um policial a nossa equipe durante o dia que tiramos foto no local.
Era uma prática comum, policiais que tiram serviço no batalhão, pararem o carro próximo da sede da companhia. A Arena está fechada e o local usado pelos carros não oferecia transtorno algum ao trânsito. Mesmo assim, o que se comenta é que quem colocar o carro no local “será guinchado e multado”. “Isso é preocupante. A PM sempre parceira da guarda tinha um relacionamento cordial de colaboração. O que assusta é uma coisa tão irrelevante ser feita assim”, comentou um policial que usava o espaço, em um grupo de WhatsApp.
Além disso, há informações de que o comandante comentou para ficar de prontidão e verificar, um a um, os veículos dos agentes da PM que param nas proximidades do batalhão. Se alguém estiver com os documentos vencidos, poderá ser guinchado para o pátio da guarda. E, posteriormente, pode até ter o carro leiloado.

Perseguição contra Agentes

Agente do Detran/RJ vistoria carro de agente a mando de Batista
Agente do Detran/RJ vistoria carro de agente a mando de Batista para saber se tinha irregularidade.
Em março deste ano, o vereador do Patriotas, Sidney Dinho, disparou contra possíveis denúncias de abuso e tortura psicológica, supostamente praticadas pelo comandante. Na ocasião, o parlamentar nos garantiu que ainda viria a tribuna da Casa falar sobre outras denúncias do comportamento do comandante de Neto.
Guardas relatam episódios de constrangimento que vêm passando dentro da guarda. Um deles, teve o carro revistado durante um plantão. O fato aconteceu no dia 10 de maio deste ano, no estacionamento do quartel da guarda, que fica na Ilha São João.
Tivemos acesso ao boletim de ocorrência interno da guarda, em que o agente, que é recém formado, narra os momentos de tensão que viveu. Segundo ele, Batista (comandante), cismou que teria que revistar o carro do guarda, depois que ele chegou para um dia de trabalho. O agente havia se envolvido em um acidente de trânsito, sem vítimas, a caminho do trabalho. A colisão foi tão leve que ele se entendeu com o outro motorista e decidiram, juntos, não chamar para registro do boletim de acidente de trânsito, o famoso “BRAT”.
O agente registrou que o próprio comandante revistou o carro dele. Insatisfeito de não ter encontrado nada irregular, o agente disse que ele chamou um funcionário do galpão ao lado da guarda, que faz provas práticas de direção do Detran/RJ,  para conferir se o carro não teria alguma coisa de errado. “Ele pediu que um agente do Detran viesse periciar meu carro. Ele inclusive me parabenizou pela forma como o veículo estava totalmente em dia”, relata o agente.
O dono do veículo diz ainda no documento escrito à mão que o comandante reteve a documentação  do carro e a dele até perto do fim do expediente. Tudo isso teria sido presenciado pelo corregedor da guarda e pelo sub-comandante Silvano. “Me senti oprimido. Fiquei sem saber por que ele estava fazendo isso comigo”, contou o guarda no registro. Ele ainda revelou que o comandante quis saber se ele tinha arma de fogo ou registro para o porte. O agente disse que não possuía nenhum dos dois. Esse mesmo agente está afastado para tratamento psicológico depois do que aconteceu. Nada de irregular foi encontrado no veículo pelo agente do Detran/RJ.
Enviamos perguntas ao Detran/RJ para saber se é legal um agente do órgão ser intimado a fazer uma vistoria no carro de alguém sem qualquer agendamento prévio. Ou se o município paga algo por esse serviço? Tendo em vista que qualquer cidadão precisa agendar é só consegue isso mediante ao pagamento de taxas e impostos para realizar uma vistoria assim. Até o momento o Detran/RJ não respondeu nossas perguntas.

Reboque de Motos

Motos sendo levada por reboque com documento vencido
Foto: Cedida por Leitor.
Na última terça-feira (18), o comandante da guarda ordenou que fossem recolhidas todas as motos em estacionamento irregular da cidade. Se nenhuma campanha de orientação ou educação no trânsito, funcionários da CSN, que há décadas param motos na entrada da passarela da usina, no bairro Retiro, tiveram os veículos apreendidos.
Um guincho foi usado para levar as motos para o pátio da Guarda Municipal. Consultamos o registro do guincho usado e o documento está irregular com o último válido de 2015. Apesar da isenção de IPVA, o veículo da guarda precisa ter outros impostos em dia para estar regular com o Detran/RJ. Inclusive para ser usado no transporte dos veículos apreendidos para o depósito. Consultamos o site do Detran/RJ na última sexta-feira (21) e o débito com o órgão ainda estava aberto.
Reboque usado para levar motos com documento atrasado
Reboque usado para levar motos com documento atrasado desde 2015.
Investigamos por que o comandante, que já foi operário da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional), teria sido demitido da empresa anos atrás. Informações dão conta de que ele teria cometido uma falta gravíssima dentro da empresa. A princípio ele seria demitido por justa causa, mas a empresa teria voltado atrás e assinou uma demissão formal. Tentamos contato com a empresa para pedir informações sobre o fato, mas até o momento não tivemos resposta.

Recado no Velório

Comandante é apontado por princípio de crise na guarda
Comandante é apontado por princípio de crise na guarda. Foto: Evandro Freitas.
Nossa equipe esteve do sepultamento do jovem Nicholas de Oliveira, guarda municipal recém formado que morreu em decorrência da Covid-19. Na cerimônia, com parentes do rapaz e agentes da guarda que foram prestar homenagens, Batista disparou e disse que os agentes são monitorados “dia e noite, mesmo de folga”.
Batista é aposentado e um dos primeiros guarda municipais a ingressar na corporação
Batista é aposentado e um dos primeiros guarda municipais a ingressar na corporação. A matrícula dele é a 08. Foto: Redes Sociais.
– A avaliação é diária, 24h. Até de folga temos um guarda (G2) que procura saber, sob minhas ordens, qual o comportamento de cada um dos senhores – frisou Batista sobre os guardas.
Batista ainda tem intensificado ações junto com a PM, inclusive na captura e prisão de integrantes de facções criminosas. Guardas afirmam que essa prática é “arriscada”. Tendo em vista que muitos agentes moram ou prestam serviços nessas comunidades e podem acabar “virando alvo” de bandidos.

 

 

Carta Aberta contra o comando

Na quinta-feira (20), uma nota de repúdio contra o atual comandante foi publicada na internet e em grupos de WhatsApp. No texto, que fala em nome dos guardas, fala sobre a possível revolta diante da suposta perseguição sofrida por eles. Leia a carta na íntegra a seguir.

 

“NOTA DE REPÚDIO E INDIGNAÇÃO”
“Nós agentes da Guarda Municipal de Volta Redonda, vêm a público manifestar nosso repúdio e o sentimento de indignação em decorrência do comportamento ofensivo, abusivo e de extrema covardia imposto pelo Sr. João Batista dos Reis, comandante da Guarda Municipal de Volta Redonda para com seus comandados.
Não podemos concordar com as perseguições de qualquer natureza, o assédio moral, humilhações e com o abuso de autoridade imposto que venha a ferir a integridade moral e psicológica de quem se encontra desempenhando a função pública de Guarda Municipal”, diz a nota.
SEM RESPOSTA
Será que o prefeito Neto não vê o que está acontecendo na guarda? Você acha que ele compactua com a conduta do comandante que vem sendo repudiada pelos agentes? Esse tipo de postura é constitucional, está na Lei?  Esse “método”, se é que pode ser chamado assim, é o mais indicado?
– Muitos estão querendo pegar atestado e não trabalhar. Até que alguma providência seja tomada. Outros inspetores que deram o nome para tentar contribuir com o trabalho da guarda vão pedir baixa do cargo em breve – comentou um agente a nossa equipe.
Enviamos várias perguntas para a secretaria de Comunicação (Secom) da prefeitura. Como tem sido rotineiro, a prefeitura não respondeu qualquer questionamento sobre o assunto até o momento. Estamos aguardando e caso sejam enviadas respostas, o que não tem ocorrido ultimamente, atualizaremos essa reportagem.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).

10 COMENTÁRIOS

  1. Hoje a Guarda Municipal de Volta Redonda é comandada por um sociopata, uma pessoa sem escrúpulos, sem caráter e covarde, abusa da autoridade todos os dias na Guarda.

  2. Gostaria de saber pq ele foi mandado embora da csn.
    Descobre aí sulfluminense.
    Será q ele fez algo lá dentro reprovável?
    E se fez. Está a frente da corporação?
    Não pode ne

  3. É uma vergonha esse aguarda municipal. Digo não pelos agentes e sim pelo próprio comandante. Creio que ele tem influenciado muito nas ações dos guardas novatos. A cerca de 2 semanas eu fui multado por um agente, era um domingo, eu estava trabalhando, sou motorista de aplicativo, o sinal estava fechado na Amaral Peixoto, no momento que eu estava parado, o aplicativo me mandou uma corrida, e para eu aceitar preciso tocar na tela do meu celular, um agente me viu tocando na tela e gritou “Olha o celular na mão!!!” Eu retruquei, disse q não estava na minha mão e eu estava trabalhando, apenas toquei na tela para aceitar a corrida. Está semana para minha indignação apareceu uma multa no valor de R$263,00 dizendo que eu estava portando celular ao dirigir. Na minha opinião foi uma multa mal aplicada e um abuso de autoridade, vou recorrer com unhas e dentes, não vou aceitar! Então entendo isso como uma atitude também de o próprio comandante estar forçando os novatos a aplicarem multas e até mesmo o que já ouvi falar de estar premiando os agentes que aplicam multas.

  4. Esse Batista é o que se fala de uma pessoa que está no comando de alguma coisa. Ele é chamado de ” pequena autoridade”.
    Essa é a pior desgraça que tem, pois se acha !
    Tá batendo de frente com os comandados e com os PMs
    Com certeza o cara é uma mala.
    Uma hora a coisa vira pro lado dele.
    É chamado de ” a lei do retorno”

    Só o Neto mesmo pra ter um mala desse no comando da Guarda municipal.

  5. Simplesmente pegam um buraco na lei que sempre tem como o direito de ir e vir e assim que a guarda vier mostra para ele melhor aciona um advogado e ponto.

  6. Parabéns ao jornal que está tendo a iniciativa de denunciar esse abusado do Batista. Ele é insuportável!!!! A única e péssima escolha do prefeito Neto. Sempre fui apoiadora do governo do nosso atual prefeito, mas esse Batista não dá pra entender porque insistem tanto nele.

  7. Olha,
    Toda história tem 3 versões:
    Um lado, o outro é a verdade.
    No caso estacionamento na Arena, se esse for irregular, tem que coibir sim! A questão da verificação dos carros dos PMs tem que ser feita sim! Existem policiais q tiram proveito do fato de serem policiais e acham que a lei não os atinge.
    Concordo também com o comandante em relação a verificação sistêmica e constante dos Guardas independente se estão na folga.
    Existem ofícios que se estendem ao trabalho no local fixo, ex. médicos.
    Com esse recado, o comandante mostra que não faz sentido vc cumprir a lei quando está uniformizado e ser um arruaceiro quando está sem a farda.
    Precisamos ter menos tolerâncias com os pequenos delitos.
    Quando vc para o carro sobre uma calçada e a obstrui, pode achar q não é nada, mas se coloque no lugar de uma mãe que vem empurrando um carrinho de bebê e tem que ir para Rua expondo sua criança e a si mesma ao risco de um atropelamento! Sinceramente? Concordo com a postura do João Batista.

  8. BATISTA É UM SAFADO HIPOCRITA, SÓ QUEM MORA NA SÃO JOÃO CONHECE ESSE PREGO… NA RUA DELE ELE ANDA ATÉ SEM CAPACETE NA RUA, NINGUEM GOSTA DO MESMO NO BAIRRO POIS ELE TEM O JEITO DELE DE SUPERHOMEM MAS NA VERDADE PRO SEU PROPRIO UMBIGO ELE NAO OLHA

  9. Agora esses guardinhas estão provando do próprio veneno… Eles adoram fazer covardias com os outros achando que são grande coisa… São só guardinhas que fizeram um concursinho medíocre e ainda são subordinados de um incompetente…

  10. O cara é acusado de furto e corrupção e está a frente da corporação ?
    O Prefeito tem q verificar
    De cara já afastá-lo
    Se o prefeito não fizer é conivente e não merece nosso voto
    Fora Comandante

Comments are closed.