<
Foto: Divulgação - PF.
Atualizado às 17h10min.

VALENÇA
Policiais federais de Volta Redonda apreenderam R$ 1,5 milhão em dinheiro vivo, na manhã de quinta-feira (14), em uma casa que fica no município de Valença, no Sul do Rio. A ordem de busca e apreensão faz parte da fase da Lava Jato que prendeu o ex-deputado Paulo Melo e o empresário Mário Peixoto. A polícia ainda apreendeu duas armas com numeração raspada e um suspeito por porte ilegal de arma.
A ação na região faz parte da operação “Favorita”, deflagrada pela Polícia Federal, com a participação do Ministério Público Federal (MPF). A operação contou com 120 policiais divididos em busca de cumprir 42 mandados de busca e apreensão e mias cinco de prisão. O empresário foi preso numa casa de luxo a beira mar de Angra dos Reis. Além do Rio, Minas Gerais também tiveram locais vistoriados pelos agentes.
Os mandados foram do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal, no Rio de Janeiro, pelos indícios de prática de crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa corrupção, peculato e evasão de divisas. As ações da manhã de quinta é um desdobramento das operações “Cadeia Velha” e “Quinto do Ouro” anexo a Lava Jato.
A nova fase tem o objetivo de comprovar que “mesadas” seriam pagas a membros do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro (TCE-RJ). No entanto, a investigação aponta que um grupo criminoso cresceu financeiramente com contratos públicos por pessoas jurídicas, como cooperativas de trabalho e organizações sociais, as famosas OS. Segundo a PF, as empresas serviam para lavagem de dinheiro e recursos públicos como disfarce para que valores chegasse aos agentes públicos envolvidos no esquema.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).