Atualizado às 17h44min.

BARRA DO PIRAÍ
A ossada encontrada em uma mala no distrito de Ipiabas, em Barra do Piraí, é a menina Júlia Laport, de 11 anos. Ela desaparecida desde julho do ano passado, quando os restos mortais foram encontrados no terreno de uma casa, supostamente do padrasto da menina. A suspeita foi confirmada pelo delegado do caso, Wellington Pereira Vieira, titular da 88ª DP, que investiga o caso.
O exame de DNA feito no ICCE (Instituto de Criminalística Carlos Éboli) deu positivo. A confirmação veio na tarde de quinta-feira (14). A ossada foi achada depois de uma denúncia de uma tia paterna da menina, no dia 21 de janeiro. A mãe da menina, Cristiana de Oliveira Laport, de 28 anos, e seu namorado, Carlos Ramon Manoel, de 20, foram presos um dia depois que a mala foi encontrada.
– A causa da morte ainda não foi esclarecida – afirmou o delegado. Cristina e Carlos se apresentaram na delegacia, após a polícia suspeitar deles terem fugido. A mãe alega que ela tinha uma doença rara, chamada Síndrome de West. Segunda ela, a menina teria morrido de causas naturais.
A mãe justificou ter ocultado o cadáver por temer a reação do ex-marido, pai da menina. O padrasto também nega que a menina tivesse sido morta. A mala estava em um terreno perto da casa dele. A polícia continua investigando e tenta descobrir a causa da morte. Ambos vão continuar presos até o desfecho das investigações. (Foto: Arquivo).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Deixe seu nome aqui