<

Atualizado às 21h19min.


Brasília

O deputado federal, Deley de Oliveira (PTB), atacou o controlador da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional), Benjamin Steinbruch, durante uma sessão na Câmara dos Deputados.

Em um vídeo, postado na página do deputado nas redes sociais, nessa terça-feira (22), Deley na tribuna da Assembléia Legislativa para disparar duras criticas a postura do administrador. Ele acusa que o diretor da empresa, desde o governo Fernando Henrique, receberia benefícios econômicos do Governo Federal. Deley diz que ele conseguiu comprar a CSN e adquirir a TransNordestina com dinheiro do BNDS (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

O parlamentar disse que com a privatização da empresa teria se privatizado várias terras importantes para a cidade.

– Ele cerca as terras e não dá nenhuma finalidade para elas. As terras estão lá abandonadas. Agora ele (Steinbruch) disse que vai fechar os clubes sociais que foram construídos para que esses funcionários pudessem ter seu momento de lazer – afirmou Deley.

O deputado finalizou o discurso acusando o executivo da maior empresa da cidade, segunda maior empregadora, de falta de compromisso com a população. Ele ainda convoca a Câmara Municipal, o prefeito e a sociedade civil para que alguma providência seja tomada.

– O senhor Benjamin Steinbruch não tem compromisso social. Não tem nenhum compromisso com a cidade de Volta Redonda. Fiz esse apelo na rádio e faço aqui nessa Casa. Que a sociedade civil, que a Câmara Municipal, o prefeito e todos nós, possamos dar um basta em tudo isso que o senhor Benjamin faz. Já que ele é um senhor que ganha muitos recursos do BNDS que é um dinheiro do povo do Brasil – frisou.

(Assista o vídeo)

Na Câmara do Deputados expus mais uma vez a ganância do sr. Benjamin Steinbruch em querer tomar clubes e áreas sociais de Volta Redonda. Desde o governo de FHC que ele recebe muitas benesses do governo. Aliás, comprou a CSN com dinheiro do BNDES. E não há contrapartida social. Ele toma estas áreas, cerca, desativa e não faz nada. Que a sociedade civil, prefeito e Câmara Municipal se unam para darmos um basta nisso tudo.

Posted by Deley Oliveira on Tuesday, August 22, 2017