Câmara aprova cobrança de estacionamento no Retiro
Foto: Arquivo - SFO.
VOLTA REDONDA

Atualizado às 18h50min.
O prefeito de Volta Redonda vetou o pedido do vereador Sidney Dinho (Patriotas) para suspender a instalação da cobrança de estacionamento do VR Parking nas ruas do Retiro. O bairro é o maior colégio eleitoral da cidade, com cerca de 100 mil eleitores. O veto do Executivo entrou para votação na sessão de terça-feira (20) e causou um alvoroço depois que acabou mantido o veto por maioria simples.
O mesmo pedido, semanas atrás, que tinha o bairro Santo Agostinho como alvo da cobrança, acabou tendo o veto derrubado. O pedido, na ocasião, foi feito pelo vereador da base do governo, Rodrigo Furtado. Com a decisão, de 9 votos a 6, os moradores do Retiro terão que pagar R$ 2,50 a cada hora usando o estacionamento. Outros seis vereadores estavam ausentes e não votaram.
Votaram a favor da cobrança, Paulo Conrado, Francisco Novaes, Fernando Martins, Maurício Pessôa, Laydson Cruz, José Augusto, Rodrigo Furtado, Fábio Buchecha e Marcelo Moreira. Votaram contra, além do vereador Dinho, o presidente Nilton Alves de Faria, o Neném, Jari, Isaac Bernardo, Rosane Bergone, Pastor Washington. Não estavam na sessão Vair Duré, Edson Quinto, José Martins, o Tigrão, Carlinhos Santana, Luciano Mineirinho e Washington Granato.
O vereador Dinho, autor do pedido para suspender a cobrança, disparou contra a base do governo. Veja o vídeo do momento na sessão.

Vereador dispara depois que maioria autoriza cobrança de estacionamento no bairro Retiro, em Volta Redonda, no Sul do Rio….#voltaredonda #CMVR #estacionamento #retiro #SFO #sulfluminense

Gepostet von Sul Fluminense Online am Mittwoch, 21. Oktober 2020

A reação do vereador foi contra os colegas de bancada da base do governo. “Eu estou com vergonha de ser vereador diante dos senhores. Acabou a consideração”, frisou Dinho. Rodrigo Furtado tentou justificar que o caso do Retiro é diferente, segundo ele, do Retiro.
– Votamos a questão do Santo Agostinho, que é bem diferente da questão do bairro Retiro, com relação ao preenchimento de vagas. A grande via do Retiro tem vários comércios que precisam de espaço para estacionar, e isso foram pessoas que nos procuraram e informaram, uma vez que isso não vem da cabeça do legislador. Precisa sim, que algumas das vagas que foram demarcadas em ruas paralelas não serem marcadas para estacionamento, e eu concordo plenamente com isso, considerando que precisa ser revisto, inclusive em setores longe do comércio. O estacionamento rotativo não vai chegar aos bairros Vale Verde e Vila Brasília, pois eu sou contra que se demarque”, argumentou o parlamentar.
O fato é que agora quem possui carro e mora na margem esquerda do Rio Paraíba do Sul, nos bairros Voldac, Vila Mury, Vila Brasília, Vale Verde, Coqueiros, Retiro, Belmonte, Cidade do Aço, Padre Josimo, Siderlândia, e entorno passarão a pagar para estacionar em ruas próximas ao comércio do Retiro.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).

2 COMENTÁRIOS

Comments are closed.