<

Atualizado às 14h59min.


VOLTAÇO

O Volta Redonda disputou a Iber Cup, em Portugal, realizada entre os dias 26 e 30 de março, e voltou de lá com dois troféus na mala. Os Guerreirinhos de Aço, das categorias sub-11 e sub-12 sagraram-se campeões após derrotarem, respectivamente, o Belenense, por 2 a 1, e o Benfica, por 4 a 1, nas finais do torneio.

O responsável pela categoria sub-12, Wagner Walin, fez questão de enaltecer os garotos e agradecer à todos que viabilizaram a participação do clube na competição.

– Uma experiência maravilhosa e que os garotos jamais vão esquecer. Parabenizo os pais que acreditaram no projeto e agradeço o apoio que recebemos do clube, claro, dentro de suas limitações. Nos emprestaram o ônibus para nosso traslado, ajudaram no uniforme e permitiram que vendêssemos as rifas durante os jogos, viabilizando que conseguíssemos trazer crianças que não teriam a mínima condição financeira de vir a Portugal. Cada pessoa que comprou uma rifa pode se sentir também um campeão – destacou.

Após empatar por 3 a 3 no tempo normal com o Benfica, o sub-10 do Tricolor perdeu nos pênaltis e acabou ficando com o vice-campeonato da categoria. Já a equipe sub-9 se destacou ao se classificar para o módulo A do torneio, porém, encarou a equipe do Barcelona nas quartas de final e acabou derrotada.

O presidente do Voltaço Flávio Horta, que viajou a Portugal e acompanhou de perto os jogos, também fez questão de parabenizar os atletas e não poupou agradecimentos aos que viabilizaram a participação do clube no torneio.

-Não temos nenhum tipo de apoio ou investimento para essas categorias, mesmo sabendo que estamos fomentando o esporte, o que torna a participação dos pais desses atletas é louvável. Sem eles, isso seria inviável, impossível. E mais bacana ainda é ver o esforço de todos para levantar recursos para os menos favorecidos. Garotos que jamais tinham saído de Volta Redonda. Fico feliz de, como presidente, ajudar, ainda que de forma tímida, mas dentro de nossas limitações, e, principalmente, de presenciar momentos como os que a gente viu aqui, de disputa, mas de respeito e solidariedade – afirmou.

Torcida portuguesa

Além de títulos, o Esquadrão de Aço conquistou também a simpatia dos portugueses. Exemplo disso é o atleta do Benfica, Nuno Gomes, da equipe sub-10, que virou torcedor do Esquadrão de Aço.

– É muito legal jogar contra um time que vem tão de longe. Espero que um dia a gente vá lá também. Agora, quando me perguntarem pra que time torço no Brasil, já vou responder Volta Redonda – comentou feliz o jovem jogador.