Volta Redonda já vacinou mais de 1,2 mil crianças contra Covid-19
Foto: Secom/VR.
VOLTA REDONDA

Atualizado às 15h03min.
A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), aplicou 1.252 doses pediátricas contra a Covid-19. O balanço é referente ao período de 17 de janeiro, quando foi iniciada a campanha, até o último dia 24. Nesta terça-feira (25), quando foi ampliada a vacinação para crianças de 9 a 11 anos, o relatório parcial da secretaria de Saúde apontou 366 doses aplicadas até as 13h.
A vacinação infantil acontece nessa terça (25), das 9h às 16h, em cinco unidades escolares do município: Colégio João XXIII – bairro Retiro; CIEP Wandir de Carvalho – bairro Siderlândia; Colégio Professora Delce Horta Delgado – bairro Aterrado; Escola Municipal Professor Jaime de Souza Martins – bairro Santo Agostinho; e C.M.E.I. Profª Mariana Aparecida Vieira Bressan – bairro Santa Cruz.
Uma das crianças vacinadas no Colégio Professora Delce Horta Delgado, no bairro Aterrado, foi Maria Clara Diniz, de 09 anos, acompanhadas dos pais, Camila e Ricardo. “Eu quero vacinar pra voltar a estudar e poder brincar com os amigos, como fazia antes”, disse Maria Clara ainda na fila de vacinação.
Outra criança vacinada foi Manoela Cordeiro Araújo, de 10 anos, acompanhada da mãe Rosylene Santiago Araújo, que citou a importância da vacinação para proteção das crianças. “Foi uma vacina muito aguardada, estávamos ansiosas esperando por isso. Temos de acreditar na ciência e continuar seguindo as medidas de prevenção”, disse Rosylene.
Luiz Antônio Rodrigues Alves levou a sua filha Sara Helena Rodrigues para vacinar. Luiz elogiou o atendimento da prefeitura, destacando a rapidez na vacinação. “Estou muito feliz ao ver minha filha vacinada, quero elogiar o atendimento da prefeitura, todos os profissionais de saúde muito atenciosos”, citou.
Mariah Conde Calixto, prestes há completar 11 anos nesta semana, também recebeu a primeira dose pediátrica no Colégio Delce Horta Delgado. Mariah estava acompanha da mãe e aproveitou para convidar os amigos para se vacinarem também. “A vacina é muito importante para nos proteger das doenças, principalmente da Covid-19. Quero convidar os meus amigos para se vacinarem também, para podermos estar juntos em breve”, comentou.

Documentos 

As crianças deverão estar acompanhadas dos pais ou responsáveis legais. É necessário apresentar os seguintes documentos: caderneta de vacinas, cartão do SUS ou CPF da criança. Crianças com comorbidades ou deficiência permanente, de 5 a 11 anos, têm prioridade no atendimento e podem se vacinar a qualquer momento. Os pais devem incluir na documentação o laudo ou a receita médica que comprove a condição clínica.

Doses pediátricas contra a Covid-19

Os imunizantes pediátricos contra a Covid-19 aprovados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) são o da Pfizer e CoronaVac. O intervalo recomendado pelo Ministério da Saúde para a segunda dose da Pfizer é em até oito semanas, já da vacina CoronaVac em até 28 dias.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:  
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).