Vereadores eleitos são diplomados em cerimônia sem aglomeração em VR
Foto: Evandro Freitas.
<
VOLTA REDONDA

Atualizado às 20h21min.
O juiz, Marcelo Dias da Silva, responsável pela 131ª Zona Eleitoral em Volta Redonda, diplomou 20 dos 21 vereadores eleitos, com exceção do reeleito Nilton Alves de Faria, o Neném, atual presidente da Câmara, que se recupera do Covid-19. A cerimônia aconteceu na tarde de sexta-feira (18). A entrega respeitou o protocolo para prevenção contra o vírus na maior cidade do Sul do Rio. A cerimônia foi tranquila e com prevenção.
Todos os vereadores e eventuais acompanhantes, estavam de máscara, respeitando o distanciamento e com álcool em gel à disposição no auditório do Cartório Eleitoral, no bairro Aterrado. O juiz eleitoral determinou um horário para cada partido e candidato eleito.
Um a uma, os eleitos e reeleitos foram até o local para receber os diplomas. Uns eufóricos com o primeiro mandato e outros, já experimentes, agradeceram a nova oportunidade de estar por mais quatro anos representantes os eleitores. É o caso do vereador Vair Duré (PSC). Segunda eleição foi o quarto mais votado do partido e conseguiu aumentar a votação este ano. “Estou muito feliz e realizado. Certo de que fiz um bom trabalho e com a vontade de honrar toda nossa população em mais quatro anos como vereador. Tenho certeza de que precisamos lutar muito por uma cidade melhor e com mais saúde e emprego. Isso podem esperar de mim… trabalho”, agradeceu Duré.
O mais votado entre os eleitos, Renan Cury (Solidariedade), falou da vontade que tem de buscar melhorias e da emoção de receber o diploma como vereador. “Fiquei muito feliz, pois isso é uma confirmação da confiança da população em mim. Espero trabalhar muito para melhorar a cidade que passa por um momento difícil. Todos os vereadores são todos iguais e tem o mesmo propósito. Eu pretendo continuar o trabalho no rádio e nas redes sociais. Espero que o meu mandato agregue mais e ajude a buscar mais verbas para cidade para que o município seja ainda mais um lugar melhor de se viver”, desejou Renan.
O juiz da 131ª Zona Eleitoral, Marcelo Dias da Silva, comemorou que a cerimônia seguiu segura e sem aglomeração. “Realizamos a entrega dos diplomas sem qualquer risco para os eleitos ou para os servidores do tribunal. A mudança aconteceu justamente por conta do aumento dos casos de Covid-19. Na era razoável que fizéssemos uma cerimônia que pudesse causar aglomeração e risco de contaminação”, explicou o magistrado.
Ele ainda comentou como pensou o ato de entrega para evitar que fosse um risco para todos. “Todo aparato montado foi para ter um ato seguro sem tirar o momento para os eleitos e reeleitos. Uma cerimônia que atendeu a todos e que preservou a saúde de todos. Em nome dos servidores da 131ª Zone Eleitoral parabenizo e agradeço a todos que fizeram um trabalho com muita coragem e de forma incansável. Fica meu agradecimento. Além da imprensa que mostrou com toda lisura a eleição este ano. Grato pelo apoio de todos para uma eleição limpa, segura e transparente”, finalizou o juiz.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:

(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).