Foto: Arquivo.
VOLTA REDONDA

Atualizado às 14h23min.
A Câmara de Vereadores de Volta Redonda aprovou em dezembro um projeto de lei para implantação de sistemas de geração de energia solar nos prédios públicos da cidade. O projeto é de autoria do vereador Walmir Vitor (PT) e prevê que o sistema sirva para gerar economia de recursos para o município.
Entre os artigos da Lei nº 154/2021 está a previsão, em caso de se construir um novo prédio público, que seja planejado um sistema de captação de energia solar. Em casa de prédios alugados, o texto prevê que seja adaptado ou que no ato da locação se exija um sistema pronto.
– A energia elétrica no nosso país sofre constantes reajustes e isso afeta também os órgãos público. É um custo alto para alimentar escolas, creches e outros aparelhos da prefeitura. Ainda sem falar que esse tipo de geração de energia de forma limpa e sem impacto ambiental – defende Walmir.
Outro artigo da lei diz que se o prédio alugado não tiver o sistema de energia solar, deverá, no ato da renovação do contrato, ser instalado para que gere energia para o local. Caso o local não tenha a viabilidade necessária para instalação, o prédio alugado deverá receber energia de forma remota, como prevê a regulação da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANNEL).
Além disso, caso o prédio não tenha capacidade de gerar energia suficiente para atender a lei permite complementação da fornecedora de energia elétrica. “Nosso objetivo é diminuir custos e deixar a cidade mais sustentável. Tudo isso sem poluir ou gerar gases que acabam com nossa atmosfera. Sem falar no retorno do investimento que vai se pagar ao longo do tempo de economia”, frisou o parlamentar.
A lei já foi para o Executivo que tem o prazo para analisar e responder se sanciona ou veta.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:  
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).