Hospital Regional em Volta Redonda
Foto: Arquivo.
VOLTA REDONDA

Atualizado às 20h35min.
O prefeito de Volta Redonda, Antonio Francisco Neto, confirmou na quinta-feira (28), que a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) pode abrir um núcleo de medicina no Hospital Regional Zilda Arns. A reitoria e a direção de Medicina da universidade visitaram Volta Redonda nos últimos dias e concordaram com a iniciativa. Faltava o aval do governador Cláudio Castro, que foi dado durante reunião ocorrida no Rio de Janeiro, na quarta-feira (27).
– Entregamos em mãos ao governador Cláudio Castro e ao Reitor Ricardo Loddi o pedido do Cismepa (Consórcio Intermunicipal do Médio Paraíba), feito por todos os prefeitos da região. Se tudo der certo, teremos um reforço significativo para o Hospital Regional, que atende ao plano original da construção desta unidade. Nós só temos de agradecer a Uerj, mais uma vez ao Cláudio Castro e ao deputado estadual André Ceciliano – disse Neto.
A primeira visita da equipe da Uerj a Volta Redonda aconteceu na semana passada, quando foram feitos os primeiros contatos. O prefeito recebeu em seu gabinete uma comitiva da Uerj formada pelo reitor Ricardo Lodi, o pró-reitor de Saúde, Denizar Vianna Araújo e a pró-reitora de Extensão e Cultura, Cláudia Gonçalves.
A ideia vingou e no início desta semana, uma nova reunião aconteceu na cidade, com os diretores da área da saúde. Nesta quarta, Neto foi ao Rio para unir todas as partes interessadas no convênio.
– Uma equipe de nove pessoas da Uerj já visitou o terreno, já preparamos o projeto e enviamos para os técnicos da universidade. O governador Cláudio Castro, assim como o reitor da Uerj, os prefeitos da região e seus secretários de Saúde também apoiam a ideia – ressaltou o prefeito Neto.
Neto comemorou parceira que somará novas equipes e mais atendimento no HR
Neto comemorou parceira que somará novas equipes e mais atendimento no HR. Foto: Divulgação/Secom-VR.
O projeto de construção da unidade da Uerj em Volta Redonda foi desenvolvido pela equipe da arquiteta Cláudia Freitas. O custo seria de aproximadamente R$ 3 milhões para a obra e a intenção é que as aulas, segundo o prefeito de Volta Redonda, começam no mês de agosto de 2022.
– Antes disso, estamos estudando a possibilidade de alunos de Medicina da Uerj fazerem residência médica no Hospital Regional já em fevereiro do ano que vem. O hospital tem auditórios, salas de aula e toda a estrutura para começar uma parceria nesse sentido – explicou Neto.
Dentro do hospital há espaço para que o projeto seja iniciado antes do previsto. São duas grandes salas, auditórios e laboratório.

Parceria

Além da faculdade de Medicina, o encontro com a comitiva no último dia 20 teve como objetivo, discutir a implantação de projetos de incentivo à educação em Volta Redonda. A ideia é promover ações para a promoção do ensino, pesquisa e atividades de extensão destinadas à comunidade acadêmica. Entre elas a realização de cursos pré-vestibular gratuitos, para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:  
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).