Neto e Faria
<
Foto: Arquivo - SFO.
VOLTA REDONDA

Atualizado às 12h07min.
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) deve julgar na segunda-feira (23) os embargos de declaração apresentado pelo prefeito eleito de Volta Redonda, Antônio Francisco Neto (DEM). O ex-prefeito tentar reverter a decisão que negou o registro de candidatura dele à prefeitura da maior cidade do Sul do Rio.
A decisão veio com base na Lei da Ficha Limpa, que diz que Neto estaria inelegível e, portanto, não poderia disputar as eleições. O julgamento foi incluído na pauta da sessão marcada para 15h.
Os embargos têm o objetivo de “ganhar tempo”, segundo um advogado consultado pelo nosso portal. A defesa do ex-prefeito pretende recorrer para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Caso tenha uma nova negativa, Neto ainda poderá recorrer para o Superior Tribunal Federal (STF).
– Os argumentos dos nossos advogados não houve prejuízo para a cidade. A acusação é que eu apliquei o dinheiro do Fundeb no Furbam. Fizemos isso antes e nunca foi rejeitado. A rejeição foi política. A outra foi o remanejamento de recursos e foi tudo dentro da lei. Tenho certeza que vou assumir a prefeitura no dia 1º de janeiro – falou Neto em uma entrevista a um canal de TV regional.
Apesar dos quase 86 mil votos conquistados nas eleições, Neto teve a candidatura indeferida pela 131ª Zona Eleitoral de Volta Redonda e recorreu ao TRE, tendo sido mais uma vez derrotado, pelo placar de 4 votos a 2.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).