Atualizado às 11h37min.

NACIONAL
O presidente Jair Bolsonaro desmentiu agora pouco, pelas redes sociais, que estria infectado pelo novo coronavírus. O presidente fez o teste na quinta-feira (12), segundo a assessoria dele. Uma live, via redes sociais, ele apareceu com máscara.
Uma contra prova deve ser feita para confirmar a possível não contaminação. Bolsonaro acabou de retornar de uma visita aos Estados Unidos, de onde o secretário de Comunicação da Presidência da República, Fabio Wajngarten, testou positivo para a doença. Ele sugeriu o adiamento das manifestações, marcadas para o próximo domingo para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Bolsonaro disse que “já foi dado um tremendo recado para o Parlamento”, mesmo tendo dito, anteriormente, que o protesto não seria contra o Congresso.
A fala de Bolsonaro foi feita ao lado do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Os dois usavam máscaras, assim como a intérprete de libras do presidente.
— O que nós devemos fazer agora é evitar que haja uma explosão de pessoas infectadas. Porque os hospitais não dariam vazão. O sistema não suporta. Daí, problemas acontecem. Pessoal fica apavorado — disse Bolsonaro. Mandeta concordou.
O presidente esteve com uma comitiva em visita ao Estados Unidos e esteve com o presidente dos EUA, Donald Trump, em jantar no sábado (7). Bolsonaro mudou o tom, depois de afirmar que existe “muita fantasia” em torno do novo coronavírus. Aos 64 anos, Bolsonaro aguardava contra-prova.

Foto: Redes Sociais.


Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).