Atualizado às 10h32min.

RESENDE
Alto poder de fogo. Foi o que revelou o delegado titular da 89ª DP (Resende), Michel Floroschk, nesta segunda-feira (18). Os quatro suspeitos presos na operação de sábado (16), estavam planejando assaltar uma joalheria em Resende. O quarteto foi preso suspeito de latrocínio (assalto seguido de morte). A vítima foi o fazendeiro Romualdo Gama de Oliveira, de 65 anos, dono da Fazenda Aliança. Ele foi morto com dois tiros no peito. Um dos presos, tinha acabado de sair da cadeia, e foi identifico com um dos autores do latrocínio.
– O monitoramento feito pela polícia revelou uma quadrilha organizada para a realização de roubos no Sul do Estado do Rio. As investigações mostraram os suspeitos eram custeados por uma facção criminosa, por meio de chefes que estão presos – contou o delgado.
Uma operação conjunta entre as policiais Civil e Miltar conseguiu deter seis pessoas. Elas são apontadas como integrantes da quadrilha que planejava mais roubo e até, segundo a polícia, novos latrocínios na região.
De acordo com o delegado, a quadrilha é que dava suporte logístico para que os demais integrantes do bando praticarem os roubos. Eles forneciam armas e esconderijos, além de mesadas. Além disso, enquanto os roubos estavam sendo planejados, os bandidos eram aproveitados em ataques a facção criminosa rival. A ideia era expandir o território da quadrilha principalmente nos bairros Paraíso e Fazenda da Barra II. Durante escutas telefônicas, autorizadas pela Justiça, policiais descobriram que o bando conta com dez pistolas e dois fuzis.

1 COMENTÁRIO

  1. Assaltar joalheria em Resende, DE NOVO!!!!
    O que falta , no quesito segurança, nestas joalherias???!!!
    E bandido que acaba de sair da prisão!!!! Foi por bom comportamento?????

Comments are closed.