<

Atualizado às 23h44min.


Volta Redonda 

Um detalhe não divulgado pela polícia, no caso do professor encontrado morto, no apartamento que morava sozinho, nessa quarta-feira (23), levanta suspeitas dos homens detidos com o carro de luxo, durante a tarde. Os policiais militares que prenderam a dupla, no bairro Santa Lúcia, e não Boa Sorte, como publicado anteriormente, disse com EXCLUSIVIDADE ao SUL FLUMINENSE ONLINE que os dois tentaram fugir quando for abordados em Barra Mansa.

Ao abordar o carro o motorista se rendeu e tentou fugir e foi detido em seguida, segundo os cabos Rocha e soldado Landin, que teve apoio do Patamo I, sargentos Everton, Da Rosa e Cabo Orlando. O carona saiu do carro converssível sem abrir a porta e correu. Ele teria invadido várias casas e tentado escapar pelos telhados. Minutos depois foi contido.

Suspeitos tentaram fugir durante abordagem da PM. (SUL FLUMINENSE ONLINE – EXCLUSIVA)

O caso está sendo investigado como homicídio. Os homens detidos esta (22) tarde foram indiciados por receptação. Quando se adquiri algo que pode ser produto de crime. Isso baseado no depoimento do motorista de que ele teria comprado o carro de outra pessoa.

O delegado-adjunto, Rodolfo Atala, responsável pelo caso, informou que existem muitas informações que a polícia recebeu e que precisa de tempo para concluir as investigações e chegar até os possíveis autores.

(SUL FLUMINENSE ONLINE – EXCLUSIVA)