Atualizado às 13h20min.

RIO CLARO 
A Polícia Civil conseguiu prender na quinta-feira (19), dois homens suspeitos de participarem de uma milícia que atua em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Eles foram capturados no bairro Estação, no distrito de Lídice, em Rio Claro, no Sul do Rio. O trabalho de investigação foi feito pela 58ª DP (Posse).
João Teixeira dos Passos, o “Jota”, e Ednílson Jesus da Silva, o “Baiano”, são acusados por organização criminosa, homicídio e extorsão qualificada.
Segundo a polícia, os dois se esconderam na região e seriam os responsáveis por planejar ações de uma milícia para região. Jota seria o chefe da organização criminosa conhecida como “Milícia da Grama”. O grupo, segundo a polícia, atuaria em quatro bairros de Nova Iguaçu. Ele seria o cabeça da prática de crimes de extorsão, exploração de pontos de mototáxis locais, venda de botijões de gás, exploração de TV a cabo e cestas básicas. Contra ele havia seis mandados de prisão em aberto.
Baiano é apontado como o segurança pessoal e responsável por cumprir as ordens do chefe. Contra ele havia cinco mandados de prisão expedidos.
Foto: Divulgação/Polícia Civil.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:

(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).