Sul do Rio começa receber doses da vacina contra a Covid-19

Angra dos Reis é a cidade que irá receber o maior número de doses na região.

0
590
Anvisa autoriza a retomada dos teste da vacina contra o Covid-19
<
SUL FLUMINENSE

Atualizado às 12h59min.
A vacinação contra a Covid-19 começa nessa segunda-feira (18) em todo estado do Rio. No Sul Fluminense, as cidades começam receber as primeiras doses da CoronaVac criada pelo Butantan em parceira com o laboratório chinês Sinovac. A estimativa é que a região receba 36.380 doses do imunizante para dividir entre os 21 municípios.
Angra dos Reis, na Costa Verde, será a cidade que receberá a maior quantidade de vacinas nessa primeira etapa. Serão 4.880 doses para imunizar trabalhadores da saúde, maiores de 60 anos, abrigados e em asilos, pessoas com deficiência, indígenas e quilombolas. A doses serão aplicadas com intervalo de duas ou três semanas. A cidade ainda tem a maior aldeia indígena do estado, onde 240 pessoas já foram contaminadas e um cacique morreu por conta da doença.
O primeiro lote da vacina no estado terá 487.500 doses de CoronaVac, chegará às 13h, com a aplicação das primeiras doses às 17h, no Cristo Redentor, capital do Rio. O governador do Rio, Cláudio Castro, garantiu que o estado está pronto para começar a vacinação. Veja o calendário de número de doses e público prioritário a receber a vacina na região.
Tabela de doses e vacinação nas cidades da região
Foto: Reprodução.
Todos os municípios estão se preparando para receber as doses, que precisam de refrigeração adequada para receber a vacina. Em Barra Mansa, a Rede de Frio do setor de imunização está sendo reformada e ampliada para armazenar as vacinas.  O secretário de Saúde, Sérgio Gomes, explicou com a cidade tem se preparado.
– Barra Mansa está organizando a operacionalização do Plano Municipal de Vacinação para iniciar a aplicação das doses do imunobiológico assim que a campanha nacional for iniciada – explicou o secretário, na última sexta-feira (15).
A cidade ainda tem estoque de seringas e agulhas para realizar a primeira etapa de vacinação. São 75 mil unidades em estoque da prefeitura.
Resende é outra cidade que afirmou que o município possui um Plano Municipal para a vacinação.  Serão 33 salas de vacinação para atender o público-alvo e estuda a possibilidade de a vacinação ser feita em casa para os idosos, com o objetivo de não expor ninguém ao risco de contaminação. Além disso, pacientes acamados e com mobilidade limitada também devem receber a vacina em casa. A estimativa é de que cerca de 500 profissionais sejam mobilizados para o trabalho.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).