Operação da delegacia de Resende mira em suspeitos de tráfico na região
Foto: Divulgação/PCERJ.
<
RESENDE

Atualizado às 14h17min.
O segurança particular, de 32 anos, contratado para proteger posto de gasolina, em Resende, no Sul do Rio, foi preso por homicídio e porte ilegal de arma de fogo. O caso aconteceu depois que ele atirou e matou um suspeito durante um assalto na noite de segunda-feira (21). O posto Pinheiro, que fica no km 300, às margens da Via Dutra, no bairro Fazenda da Barra II, estava sendo assaltado por quatro homens, dois deles armados.
O segurança atirou e matou um dos suspeitos, depois de roubarem cerca de R$ 2 mil do frentista. Ele disse que disparou depois que um dos suspeitos fizeram movimento de que atiraria contra ele.
Os Bombeiros confirmaram o óbito ainda no local do assalto. Outros três suspeitos conseguiram fugir com o dinheiro. O homem que fazia a segurança se apresentou na delegacia (89ª DP) depois do ocorrido. Ele contou, segundo a polícia, que fazia um “bico” na segurança do posto.
O homem morto, ainda não identificado, foi autuado por roubo. O segurança foi autuado por homicídio. Além disso, teve a arma apreendida, uma pistola Taurus calibre 9mm, com numeração intacta e o carregador e 9 munições intactas de mesmo calibre. O homem foi ouvido e liberado. Ele ainda deve responder por porte ilegal de arma.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).