Samuca desiste de candidatura e deve apoiar alguém para prefeito
<
Foto: Arquivo- SFO.
VOLTA REDONDA

Atualizado às
Samuca Silva (PSC) decretou um recesso para o funcionalismo público de Volta Redonda de 15 dias, em dezembro. O decreto foi assinado na quarta-feira (25) e prevê a suspensão do atendimento entre os dias 16 e 1º de janeiro. O prefeito ainda determinou que os servidores trabalhem “preferencialmente” de casa (home-office), devendo ser observada a natureza da atividade.
No decreto nº 16.393, o gestor Executivo explica que estão excluídas das medidas as atividades de órgãos essenciais. No entanto, ele afirma que fica “a critério de cada Secretário Municipal, Presidente e Diretor da Administração Direta e Indireta definir outras atividades que, em razão de sua natureza não possam ser suspensas durante o período de recesso, disciplinando sua oferta ao público através de escala de trabalho específico e publicada em ato administrativo próprio”.
Ele ainda afirma que as medidas visão evitar a contaminação de uma possível 2ª onda do Covid-19. Por outro lado, o decreto aponta a ocupação do Hospital Regional Zilda Arms, que revelou na última terça-feira (24) que a taxa de ocupação estava 45,63% na enfermaria (68 pacientes) e 77,5% na UTI (62). Além disso, a “curva crescente” de casos de Covid-19 no Médio Paraíba Fluminense. O decreto cita ainda a “necessidade de proteção dos servidores públicos, sobretudo daqueles em grupos de risco”.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).