Rodovia do Contorno começa receber sinalização para minimizar acidentes
Foto: Divulgação.
VOLTA REDONDA

Atualizado às 12h07min.
A Rodovia do Contorno começou a receber, na manhã da quinta-feira (9), placas de sinalização e redutores de velocidade. A medida, em caráter emergencial, está sendo executada pelo DER-RJ (Departamento de Estradas de Rodagem do Rio de Janeiro), com apoio da prefeitura, e foi definida em reunião realizada na quarta (8), no gabinete do prefeito Antonio Francisco Neto. Além das equipes do Estado e do município, o deputado estadual Munir Neto acompanhou o início dos trabalhos.
O DER-RJ entrou com a massa asfáltica para fazer os redutores, enquanto a prefeitura está cedendo maquinário e também pessoal para ajudar na execução dos serviços. Da mesma maneira, as placas serão instaladas ao longo da via, alertando para os riscos da alta velocidade, por exemplo. Além disso, a Guarda Municipal (GMVR) vai seguir orientando o trânsito na rodovia durante e após as obras. A meta da força-tarefa é que os redutores sejam instalados nos seis pontos onde foram montadas as bases e ilhas de segurança, que atualmente operam para redução de velocidade dos veículos que circulam pela via, que ganhará ainda 36 novas placas.
– Hoje a prefeitura e o DER estão lá na rodovia para ajudar a melhorar um pouco a situação, deixando claro que não é responsabilidade da prefeitura, nem do DER. Temos também a presença do deputado estadual Munir Neto, que está acompanhando essa ação e colocando seu gabinete à disposição para ajudar a achar soluções definitivas para este caso. Todos que quiserem ajudar são bem-vindos. Queremos resolver o problema. Sabemos que é um custo alto e só o Dnit tem condições – afirmou o prefeito Neto.
A reunião no Palácio 17 de Julho, sede da administração municipal, teve a participação online de representantes do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre), e presencial da chefe de Gabinete do DER-RJ, Cinthia Pitz, além de secretários e gestores municipais. Durante a reunião, o prefeito Neto cobrou do Dnit o cumprimento da decisão da Justiça, que definiu que a responsabilidade pela estrada é do órgão federal e determinou a instalação de redutores de velocidade. Os representantes do departamento de Infraestrutura Terrestre alegaram necessidade de produzir um contrato emergencial.
– Não concordamos que a estrada fique assim, sem alguma ação para salvar vidas. Reforçamos a questão da decisão judicial junto ao Dnit e buscamos com o DER algumas soluções emergenciais, até que o Dnit se organize para iniciar as melhorias na rodovia – afirmou Neto.
Uma nova reunião entre a prefeitura, o Dnit e o DER-RJ está marcada para a próxima segunda-feira (13), às 15h, para alinhar os próximos passos que serão dados pelos órgãos públicos em relação à rodovia.
Município continua com medidas de segurança na rodovia
O prefeito ressaltou ainda que o Poder Público Municipal permanece na rodovia, com agentes da Guarda Municipal e funcionários da Secretaria Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana (STMU), com o objetivo de orientar os motoristas.
Foram montadas também espécies de “ilhas” para controle de velocidade, em um esquema que conta com a participação de policiais militares e o apoio do Corpo de Bombeiros. A recomendação é que os motoristas reduzam a velocidade em toda a extensão da via, com máxima de 50 km/h.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por opiniões de leitores na matéria).