Atualizada às 14h07min.

RIO DE JANEIRO
A cidade maravilhosa, vulgo Rio de Janeiro, está entre os lugares mais cobiçados no mundo principalmente para quem não se importa em pagar a mais para estar em um dos cartões portais no Brasil.
Repleto de belas praias e serviços que outras localidades não dispõem de forma igual, o Rio de Janeiro, assim como outras regiões do país conta com alguns bairros nobres que estão na lista daqueles que gostam de um imóvel de alto padrão.
E para conquistar o tão sonhado lugar ao sol, o primeiro passo é estar por dentro dos valores cobrados na região, a fim de se estabelecer uma média de mercado. Segundo dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), divulgadas pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-RJ) revelam que o valor do metro quadrado no Rio de Janeiro está em torno dos R$ 9.812 mil, que colocam a cidade com uma das mais caras de todo o país seguida de Brasília e São Paulo.
Olhando para esses números é importante ressaltar que a diferença entre uma cidade e outra está ligada a diversos fatores como localização, infraestrutura que oferece, segurança pública, entre outros aspectos. A cidade do Rio do Janeiro também entra nesta avaliação e vem se recuperando de uma forte desvalorização ocasionada em meados do segundo semestre de 2018.
Outros pontos que valem destacar é entender como esses dados se refletem na realidade do mercado imobiliário local.  Mesmo com os dados apresentados, o valor do aluguel no Rio de Janeiro está em queda, numa média de R$ 1.451 para um apartamento de 65m², dois quartos e uma vaga na garagem. Isso representa uma desvalorização de 5% perante ao mercado e cerca de 25 anos de aluguel para recuperar os gastos realizados junto a aquisição do imóvel. Com acesso aos dados do mercado, conheça agora quais são os bairros mais caros de todo o Rio de Janeiro e o que eles têm a oferecer perante a outros endereços.

Leblon 

Em primeiro lugar, entre as localidades mais caras do Rio de Janeiro, está o bairro Leblon. Localizado na Zona Sul, uma das mais tradicionais da cidade, o valor do metro quadrado está na faixa dos R$ 21,853 para o imóvel de apenas um quarto e R$ 24 mil reais para imóveis no Rio de Janeiro com dois e três quartos. Na prática, isso representa imóveis de 50m² somando R$ 1.135.600,00 versus imóveis de 100m² totalizando R$ 2.271.200,00, com uma variação de valor em torno dos 5% ao longo de doze meses. Esses valores para imóveis no Leblon levam em conta principalmente as características que o bairro tem a oferecer como a localização privilegiada com a Lagoa Rodrigo de Freitas, a vista para o Oceano Atlântico, além do Morro Dois Irmãos e o Canal Jardim do Alá. A região também faz divisa com outras áreas importantes da cidade como Gávea, Lagoa, Ipanema e Vidigal.
 

Ipanema

Em segundo lugar na lista dos bairros mais caros do Rio de Janeiro aparece Ipanema. O endereço é um dos mais procurados para aqueles que gostam de baladas, ir à praia, tomar banho de sol e fazer novas amizades. A popularidade de região não é recente, uma vez que contou com o crescimento na década de 60 juntamente pela atuação do mercado imobiliário na região. As casas luxuosas foram substituídas pelos altos edifícios, que construíram uma nova identidade a zona sul carioca. Hoje quem busca imóveis em Ipanema deve estar preparado para o metro quadrado cotado atualmente em R$ 20,341 mil. Na prática isso significa que um imóvel com 50m² tem o valor de R$ 1.017.050 enquanto um imóvel com 100 m² sai por R$ 2.034.100 com uma variação de 9% ao longo dos últimos doze meses. Com este preço a ser pago, os moradores de Ipanema podem desfrutar da famosa Praia de Ipanema, a Praia do Arpoador, o Arquipélago das Cagarras, a Lagoa Rodrigo de Freitas, além de outras diversas opções de lazer como a Feira Hippie de Ipanema, a vida noturna e as novidades gastronômicas e os passeios de bicicleta pela orla.   
 

Lagoa

O endereço que também não poderia ficar de fora da lista das regiões mais caras do Rio de Janeiro é o bairro Lagoa. Os números revelam que o valor do metro quadrado no bairro está no entorno de R$ 18.041 mil. Na prática isso revela um imóvel de 50 m² saindo por R$ 902.050 mil e um imóvel de 100 m² na faixa de R$ 1.804.100 mil.  Esses valores representam uma variação de 12% ao longo dos últimos doze meses. Lagoa, faz referência a um dos principais pontos turísticos do bairro, a Lagoa Rodrigo de Freitas – um dos principais cartões postais do Rio de Janeiro. Além de estar localizado na Zona Sul, morar na Lagoa representa estar na região com o quinto maior índice de desenvolvimento humano na cidade, ou seja, em um dos melhores lugares para se viver. O bairro conta apenas com 21 200 pessoas uma vez que grande parte do seu território seja destinado a áreas de preservação ambiental. Entretanto, quem busca imóveis na Lagoa está justamente a procura de um bairro residencial, com menos opções comerciais, algumas mais focadas na gastronomia como restaurantes e bares no entorno da orla. Quem tem como endereço a Lagoa pode aproveitar a ciclovia para dar uma volta de bike no entorno da Lagoa Rodrigo de Freitas, praticar Pedalinho, aproveitar para desfrutar do Complexo Lagoon, além dos parques da Catacumba e Patins.
Também estão entre o metro quadrado mais caro do Rio de Janeiro os bairros da Gávea com R$ 15.891,00 e o Jardim Botânico com R$ 15.426,00. Esses endereços também tem influenciado regiões de cidades próximas como o Niterói, que tem o metro quadrado em torno do R$ 9mil pelas características que oferece, principalmente a proximidade com a capital.
Agora que você já conhece as regiões nobres do Rio de Janeiro que tal compartilhar em suas redes sociais? Assim outras pessoas também podem conhecer!
Foto: Pixebay

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).