<
Atualizado às 22h03min.

RESENDE 
A prefeitura de Resende, por meio da Agência do Meio Ambiente de Resende (AMAR), premia na próxima terça-feira (06), cinco produtores rurais do município, contemplados pelo projeto PSA-Hídrico Rio Sesmaria (Pagamento por Serviços Ambientais). Os produtores serão compensados por estarem contribuindo para a preservação dos recursos hídricos, localizados em suas propriedades. O evento, marcado para às 9h da manhã, será realizado no Horto Municipal, no Campo da Aviação, localizado em frente ao Aeroporto Municipal. Eles vão receber prêmios em dinheiro pela iniciativa de proteção dos recursos hídricos.
De acordo com o presidente da AMAR, Wilson Moura, o projeto visa promover a recuperação de nascentes e faixas marginais de cursos hídricos situados na região. A iniciativa tem como base um diagnóstico socioeconômico-ambiental da bacia do rio Sesmaria, patrocinado pela Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (AGEVAP) e feita pela Organização Não Governamental Crescente Fértil. Um dos principais problemas diagnosticados no estudo foi a falta de cobertura vegetal na extensão da bacia hidrográfica, o que motivou a realização do projeto.
No evento, que é o segundo realizado pela prefeitura – o primeiro ocorreu em maio de 2017 – serão entregues cinco cheques que, somados, totalizam o montante de R$ 11.277,60 – valor que varia individualmente, de acordo com a área disponibilizada para o projeto e do número de hectares restaurados e conservados. As propriedades contempladas são: Sítio Núcleo Bandeirante, Sítio Mocambo, Sítio São Jorge, Fazenda Santa Helena e Rancho Bela Vista.
Para serem incluídos no projeto, os produtores cederam as terras, que foram selecionadas estrategicamente de acordo com o potencial que ofereciam para contribuir na preservação dos cursos d’água. Em seguida, as áreas foram beneficiadas com o plantio de mudas, manutenção e instalação de cerca, entre outras ações.
– Trabalhamos em áreas que sofrem com a degradação ambiental, como detectou o diagnóstico feito previamente. E os cheques oferecidos são uma gratificação aos proprietários, por eles disponibilizarem suas terras para a realização do projeto. E tudo isso só está sendo possível graças às parcerias e ao trabalho conjunto – destacou o presidente da AMAR, lembrando que ao final do evento a ONG Crescente Fértil fará um balanço do projeto, mostrando as conquistas ambientais obtidas nos últimos em dois anos na região. (Foto: Divulgação).