<
Atualizado às 13h03min.

ESTADO
A emissão de todos os documentos, que obrigatoriamente dependem da chancela do Detran-RJ, foi suspensa, nesta sexta-feira (9). O problema atinge todos os postos do Estado. Isso se deve à prisão do presidente do órgão, Leonardo Jacob, um dos 22 detidos na operação Furna da Onça, desencadeada nesta quinta-feira (8).
Por nota, o Detran-RJ informou que “todos os documentos emitidos pelo órgão dependem da assinatura eletrônica do presidente”. Depois de ter sido preso na ação deflagrada pela força tarefa da Operação Lava Jato, nesta quinta-feira (8), Leonardo Jacob foi exonerado do cargo.
De acordo com a investigação do Ministério Público Federal (MPF), Jacob fazia parte de um esquema articulado por deputados estaduais, que utilizavam o Detran-RJ para a distribuição de cargos em troca de apoio político. A compra – ou venda – de votos dentro da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro também era prática comum entre os parlamentares, ainda segundo os procuradores responsáveis pela investigação. Sete deputados foram presos na operação e outros 3 também tiveram mandados de prisão emitidos, mas já estavam detidos por outras acusações.
Com o presidente do Detran-RJ preso, documentos como Carteira de Identidade, Habilitação e Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos, o CRLV, não poderiam ser emitidos até que a presidência do órgão seja ocupada por um substituto nomeado pelo governador do Estado, Luiz Fernando Pezão.
De forma paleativa, o Detran-RJ informou que a diretora de administração do órgão, Fernanda Curdi, vai responder interinamente pela emissão dos documentos. A promessa é que Carteiras de Identidade e de Habilitação voltem a ser emitidas ainda nesta sexta-feira. Já a emissão CRLV só voltará ao normal na próxima segunda-feira (12). Os veículos vistoriados hoje estão saindo dos postos do Detran-RJ sem a documentação.