(DIVULGAÇÃO)
<

Atualizado às 14h15min.


BARRA MANSA

Conscientes do papel na conservação do meio ambiente, agricultores e pecuaristas de Barra Mansa-RJ decidiram investir na proteção das nascentes e cursos d’água presentes em nas propriedades. O conhecimento para dar início às ações partiu de uma capacitação sobre o tema realizada no ano passado pelo Sindicato Rural da cidade.

Aluno do curso, Daniel Andrade, proprietário do Rancho Andrade, em Floriano, foi um dos que se dedicaram à implantação das mudanças. “Nós entendemos que tanto a nascente quanto o riacho precisavam de espaço e vegetação para se regenerar. Fizemos uma reserva de 50 metros em torno do curso de água e passamos a investir no plantio de mudas para reflorestamento de todo o entorno”, explicou.

Nos últimos dois anos, com as novas medidas, o produtor de frutas foi capaz de transformar a área assoreada em riacho novamente. “Para mim, é importante pensar no futuro. Cabe ao produtor cuidar e garantir a produção de água. Ela é um bem de todos e essencial para todo mundo. Já que a nascente está na minha propriedade, é meu dever trabalhar para que ela continue oferecendo esse recurso”, frisou.

Proprietária da Fazenda Sagrada Família, no distrito de Antônio Rocha, onde se encontram oito nascentes, Maria das Graças Oliveira Villela, disse que sempre teve vontade de fazer algo pelos olhos d’água, mas não tinha o conhecimento necessário. Até que decidiu fazer o curso oferecido pelo Sindicato Rural.

– Na aula, eu aprendi, em detalhes, o que deveria ser feito para recuperar a vegetação e aumentar a oferta de água dentro da minha propriedade. Em pouco tempo, colocamos os conhecimentos em prática e já vimos resultados significativos nas três nascentes que temos aqui. As demais nascentes são menores, mas, em breve, vamos incluí-las no projeto – comemorou.

De acordo com o instrutor do curso, Silvio Nogueira de Andrade, as ações a serem tomadas são razoavelmente simples e os resultados não costumam demorar. “O cercamento das principais nascentes é uma etapa de extrema importância no processo de recuperação. Em volta delas, deve ser feita uma composição regenerativa do extrato vegetal. É importante plantar, também, mudas de espécies nativas no curso d’água para recuperar sua mata ciliar, contribuindo assim para a conservação da Mata Atlântica”, explicou.

O Sindicato Rural de Barra Mansa oferece cursos e formações para garantir o desenvolvimento sustentável do setor rural na região. “Além dos cursos, produtores rurais podem nos procurar para auxiliá-los em uma série de assuntos, como Cadastro Ambiental Rural e emissão de certificados e declarações”, finalizou. (Foto: Divulgação)