Prefeitura de VR faz campanha com academias para arrecadar alimentos
Foto: Divulgação.
<
VOLTA REDONDA

Atualizado às 15h11min.
A Secretaria de Ação Social (SMAC) de Volta Redonda e academias da região Sul do Rio estão apoiando uma campanha solidária para arrecadar alimentos não perecíveis. Todo material será doado para as entidades e famílias carentes da cidade.
Ao todo, 70 academias participam do projeto, sendo que 50 são de Volta Redonda. Segundo o secretário de Ação Social, Munir Francisco, a ideia é arrecadar alimentos e doar para as entidades e famílias que estão em situação delicada nesta época de pandemia.
– Nesse momento de dificuldade, precisamos de iniciativas como esta para ajudar a população carente da nossa cidade. Vamos aguardar o final da campanha para ver a quantidade de alimentos que serão arrecadados para então escolher o destino dos alimentos – disse o secretário.
O idealizador do projeto é o professor e dono do Studio Espaço Belonia Consultoria Esportiva, Edilson Belonia Júnior. Ele explica que as doações podem ser feitas até o dia 30 de abril e os alunos que participarem da iniciativa ganharão descontos especiais nas mensalidades.
– O projeto foi criado dentro do grupo de academias da região em uma construção coletiva. E nesse momento tão difícil decidimos ajudar, não somente com os benefícios da atividade física, mas também com ações que impactam imediatamente as pessoas que estão passando alguma necessidade – disse Júnior.
Ele conta que a parceria com a prefeitura de Volta Redonda, intermediada pelo vereador Fábio Buchecha, foi essencial para que o projeto realmente beneficiasse as pessoas que estão precisando de ajuda nesse momento. “Tínhamos dificuldade em escolher as entidades que seriam favorecidas, por isso recorremos à Smac para nos ajudar”, comenta o parlamentar.
Carlos Roberto Ramos foi um dos alunos que participaram da iniciativa e ganhou um mês de treinamento gratuito por ter doado 10 quilos de alimentos não perecíveis. “Há pouco tempo era eu quem estava precisando de ajuda. Passei um período desempregado e agora estou colocando minha vida em dia. Então resolvi dar a mesma ajuda que recebi quando precisei. É um momento difícil e que precisa da união de todos”, disse o aluno.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).