Atualizado às 19h12min.

VOLTA REDONDA 
A prefeitura inaugurou na manhã de quinta-feira (18), a sede da Escola de Governo e Gestão. O projeto implantado no município em 2017 ganhou um espaço físico, no bairro Siderópolis, onde funcionava o Colégio Estadual Acre, que foi municipalizado.
O prefeito Samuca Silva (PSDB) afirmou que este é mais um importante legado que a essa gestão deixa dele vai deixar para o município. “Para melhorar o serviço oferecido para a população é necessário investir em capacitação para o funcionário. Se oferecemos um bom serviço na ponta é porque temos boa gestão nos bastidores”, disse, lembrando que a Escola de Governo já é uma realidade. “Apenas em 2019, mais de 1,3 mil funcionários foram capacitados em 33 cursos”. 
O prédio da Escola de Governo e Gestão conta com três salas de aula para 40 pessoas, um auditório para 100 pessoas, uma biblioteca exclusiva para funcionários com livros de vários temas da administração pública, além de uma sala para administração. O prédio também vai abrigar a Casa dos Conselhos.
O prefeito justificou que o aumento na arrecadação tem relação com a capacitação dos servidores. “Aumentamos a receita do município em R$ 120 milhões, chegando aos R$ 940 milhões de arrecadação. Conseguimos isso sem aumentar impostos, graças a servidores capacitados que melhoraram o processo. E o nosso objetivo é terminar o mandato com uma receita de R$ 1 bilhão para Volta Redonda”, afirmou Samuca.
Para o secretário de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão, Enock Azevedo, a inauguração da sede da Escola de Governo e Gestão é um marco para Volta Redonda. “É um exemplo de respeito e valorização do servidor. Hoje estamos concretizando um projeto que já é um sucesso”, falou Enock.
A família do servidor Marcão participou da cerimônia de inauguração da escola.
O novo espaço leva o nome de Marco Aurélio Lima de Sá. Parentes estavam na cerimônia, como a esposa Rosana e a filha Talita Sá, que agradeceu a homenagem. “Meu pai atuou como servidor público municipal em Volta Redonda por quase 40 anos e conhecia bem essa realidade. Garanto que ele teria orgulho de participar desse projeto e, agora, de certa forma faz parte dele”, falou Talita.
Marcão, como era conhecido, morreu em setembro de 2018. Na ocasião, ocupava o cargo de vice-presidente regional do Conselho de Técnicos em Administração (CRTA), era diretor na Secretaria Municipal de Infraestrutura e ainda dava suporte à Secretaria Municipal de Meio Ambiente.
A coordenadora do Bloco Materno Infantil do Hospital São João Batista, Camila da Silva Santos, estava no grupo de coordenadores do hospital que fizeram o curso sobre o Código de Ética do Servidor, lançado na Prefeitura de Volta Redonda. “Toda capacitação é válida e discutir ética no trabalho é muito importante. A ideia é tornar-nos multiplicadores do tema dentro do hospital”, falou. (Foto: Gabriel Borges – PMVR).

 

 


Comentários via Redes Sociais ou no portal:

(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).