Políticos pedem mais segurança para trabalhadores do Park Sul
Foto: Divulgação.
<
VOLTA REDONDA

Atualizado às 19h24min.
O vereador de Volta Redonda, Renan Cury, esteve na manhã de quinta-feira (4), acompanhado do deputado federal Antônio Furtado, cobrando melhorias em frente ao Shopping Park Sul, na Rodovia dos Metalúrgicos, no bairro São Geraldo.
Inaugurado há quase três anos, em frente ao shopping ainda não existe um ponto de ônibus para os funcionários e para a população que frequenta o shopping. “Aqui a iluminação é precária, não tem onde sentar e não tem cobertura. É realmente uma falta de respeito muito grande com os trabalhadores e com os moradores de Volta Redonda e de outros municípios, que também frequentam o Park Sul”, lamentou Renan, em vídeo divulgado nas redes sociais.
Renan destacou ainda a importância de um investimento em segurança em frente ao shopping, que vem registrando uma quantidade grande de assaltos. “Tem muitos funcionários do Park Sul que precisam, principalmente, de mais segurança neste trecho. A quantidade de assaltos é muito grande e, por isso, eu procurei o deputado federal Antônio Furtado, que é ligado à segurança pública e é um profissional preocupado com a população de Volta Redonda. Queremos acelerar a construção de um ponto de ônibus neste trecho e, acima de tudo, proporcionar mais segurança ao trabalhador”, destacou.
Ao lado de Renan durante toda a transmissão do vídeo, Furtado afirmou que, como delegado de polícia e deputado federal, possui total interesse para que haja a construção deste ponto de ônibus. “Nós dois queremos ser uma ponte entre a direção do Park Sul e a prefeitura de Volta Redonda porque, agindo assim, nós vamos conseguir essa vitória. Um ponto de ônibus não é só uma placa. É necessário que você tenha cobertura e onde sentar. Ninguém merece ficar exposto ao sol ou sob chuva”, disse o deputado, afirmando ainda que as pessoas não devem ficar submetidas a assaltos, roubos e furtos.
– Nenhum trabalhador deve ficar privado de seu ganha pão. Não nos faltará empenho e nem força para que o trabalhador ou para o frequentador do shopping tenha tranquilidade ao retornar para a casa – concluiu o deputado.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).