Policiamento ostensivo em Volta Redonda inibe ação de criminosos
Foto: Evandro Freitas.
VOLTA REDONDA

Atualizado às 16h34min.
A estratégia de policiamento ostensivo permanente no Centro de Volta Redonda tem surtido efeito positivo para inibir e evitar crimes da rua na cidade. Entre eles os furtos, roubos de celulares e até o tráfico de drogas.
Uma equipe permanece na Vila Santa Cecília, um dos centros comerciais mais movimentados da região, 24h horas por dia, segundo o comandante da 1ª CIA do 28º Batalhão da PM, capitão Paulo Vitor. Nossa equipe foi até o centro da cidade, no domingo (23), dia de Feira-Livre nesse ponto da cidade e também mais chance de bandidos agirem.
Uma moradora, parou em frente a equipe da Pamesp Vila e agradeceu o trabalho de policiamento. A aposentada mora no bairro e já foi roubada. Dona Maria Marta Fagundes Alves, ex-servidora pública afirma que a presença da polícia traz mais tranquilidade. “Fico muito mais tranquila ao ver o policiamento aqui na rua. É muito difícil nos dias de hoje e aqui no centro da cidade ficam muitos moradores de rua e outras pessoas que não sabemos quem é. Levaram meu celular uma vez aqui anos atrás. Nota 10 para esse trabalho que só ajuda inibir eles de praticarem crimes”, ressaltou a moradora ao agradecer a presença da PM.
Pouco antes da chegada da nossa equipe no centro, eles receberam um chamado para verificar uma briga. No domingo é dia de Feira Livre e muitos aproveitam o dia para consumir bebida alcoólica. O comandante de companhia, capitão Paulo Vitor, deu destaque que o trabalho de policiamento nos centros comerciais da cidade é fundamental para coibir os crimes de rua, como roubo de celulares, furtos e até o tráfico de drogas.
– O policiamento ostensivo e preventivo é fundamental para inibir práticas criminosas nesses locais. Sabemos que esses locais são muito movimentados e o direcionamento do nosso comandante é que essas ações possam garantir a segurança e tranquilidade da população – lembrou o capitão Paulo Vitor.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).