Homem é morto a tiros
Foto: Ilustrativa.
<
BARRA MANSA

Atualizado às 21h45min.
Policiais militares dizem que os três homens baleados em troca de tiros na segunda-feira (26) pertenceriam a uma facção criminosa e se preparavam para atacar outra organização criminosa nos bairros Vila Elmira e Mangueira. Além disso, na localidade conhecida como “Borelzinho”, no Minerlândia, em Volta Redonda, ocupado pela PM por ordem da comandante do 28º Batalhão, esta semana. A troca de tiros entre os suspeitos e a polícia foi no bairro Paraíso.
Segundo a investigação feita pela polícia, a intenção era tomar os pontos de venda de drogas desses bairros. Policiais militares contaram que ao chegar no local, após uma denúncia anônima, se depararam com um homem, que estava com um coldre de pistola.
–  Ele respondeu que estava levando o coldre para colocar a arma, que estaria com os comparsas, que iriam se reunir para atacar integrantes de uma quadrilha – explicou um policial.
Ao serem informados da intenção dos suspeitos, os policiais revelaram que foram para o local onde os criminosos preparavam o ataque. Nesse momento, começou uma intensa troca de tiros. Em seguida, os três suspeitos foram encontrados baleados e foram levados para o hospital.
A polícia apreendeu depois do confronto um revólver, uma espingarda, três munições, 26 trouxinhas de maconha, 50 pinos de cocaína, dois rádios e três celulares. Ainda é investigado se a morte de Anderson Leite Antero, de 21 anos, atingido em um atentado que matou ainda um menino Yacro Miguel Sigilião, de 2 anos, estaria relacionado com a disputa de território. O suspeito dos disparos seria o integrante da facção que atuaria no bairro Mangueira, na divisa da cidade com Barra Mansa.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).