<
Foto: Arquivo - SFO.
VOLTA REDONDA

Atualizado às 20h47min.
O juiz Marcelo Borges Barbosa determinou que o flagrante da morte da dentista Mayara Pereira de Oliveira, de 31 anos, fosse convertido em prisão preventiva. O policial militar Janiltom Celso Rosa Amorim, de 39 anos, teve a sentença dada na audiência de custódia realizada no domingo (29), em Volta Redonda, no Sul do Rio.
O tiro que matou a estudante de pós-graduação em odontologia aconteceu na sexta-feira (27), no estacionamento da Fundação Dom André Arco Verde (FAA), em Valença. A vítima foi mantida refém, sob a mira de uma pistola, por 2h30min. Em seguida, acabou baleada por quem mantinha um relacionamento há três meses. O SUL FLUMINENSE ONLINE revelou, com EXCLUSIVIDADE, que Celso pretendia se entregar e depois, segundo s testemunhas ouvidas pelo portal, ela xingar e desafiar o policial, ele atirou. Em seguida, ele foi detido em flagrante e levado preso para delegacia (91ª DP).

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).

2 COMENTÁRIOS

Comments are closed.