<

Atualizado às 18h39min.


PARATY

A Polícia Federal junto com autoridades da Inglaterra, apreenderam na madrugada dessa sexta-feira (22) cerca de 50 quilos de cocaína pura, numa embarcação no mar de Paraty-RJ. A investigação era de que uma rota internacional de tráfico de drogas, da África para o Brasil, usava o mar da Costa Verde para entrar com grandes quantidades de droga no país.

De acordo com o s registro da PF, está é a maior apreensão desse tipo de droga na região. Um jornalista, de 52 anos, Milan Rataj, natural da Eslovênia, foi preso em flagrante. Ele estava no veleiro alemão que saiu de Cabo Verde, na África, e ancorou no Brasil há duas semanas. A droga estava escondida no assoalho da embarcação.

A droga é cocaína pura, refinada e pronta para embalar e vender. Depois de quatro meses de investigação, aberta graças a uma denúncia anônima, se chegou ao suposto estrangeiro que agia no tráfico internacional de drogas. O jornalista foi preso em Cabo Verde, acusado de posse ilegal de arma de fogo, mas acabou no regime semi aberto. Ele estava com o passaporte apreendido e desembarcou, clandestinamente, no Brasil pelo mar.

Droga escondida no assoalho da embarcação. (DIVULGAÇÃO)

O suspeito estava vivendo no barco e sob os olhos dos policiais, que acompanhavam todos os passos dele. Depois de uma movimentação maior na embarcação, há três dias, o cerco se fechou. Há uma da manhã, segundo a polícia, ele tentou zarpar com o veleiro, foi seguido e preso.

Na delegacia, ele disse que veio buscar a droga para entregar em Cabo Verde e depois distribuir na Europa. Autuado por tráfico internacional de droga, ele foi levado para o complexo de presídios em Bangu, no Rio de Janeiro.