Atualizado às 21h36min.

ESTADO
A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que a rápida expansão do novo coronavírus (Covid-19) pelo mundo já se configura como uma pandemia. No Brasil, o número de casos confirmados chegaram a 200, sendo 19 no estado do Rio de Janeiro, segundo dados do Ministério da Saúde, até este domingo (15). Para avaliar como os empresários fluminenses estão vendo os riscos aos seus negócios, em decorrência do coronavírus, o Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ) realizou um estudo com 427 empresários de todo o estado.
O levantamento mostrou que 57,1% dos entrevistados veem algum risco para o seu negócio em decorrência da disseminação do vírus. Para esse grupo, o tamanho do risco é moderado (39,7%), alto (30,6%) e muito alto (19,1%).
O maior receio dos empresários é a falta de demanda por parte dos consumidores (67,5%), uma vez que muitos podem vir a limitar suas saídas. Para 34,5% dos consultados, a interrupção no abastecimento de insumos necessários para sua atividade é o que mais preocupa. Outros 33,5% acreditam que a possível falta de funcionários, por contata do vírus, pode prejudicar o seu negócio.
A pesquisa também mostrou que 83% dos empresários do estado do Rio percebem mais de um tipo de risco em decorrência do coronavírus.  O IFec RJ vai continuar monitorando a citação e analisando o impacto na economia do estado do Rio de Janeiro. 
A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informa que registra, até este domingo (15), 24 casos de coronavírus (Covid-19) e 95 suspeitos no estado do Rio de Janeiro. Os casos confirmados estão distribuídos da seguinte maneira: Rio de Janeiro (22), Niterói (1) e Barra Mansa (1), sendo 10 homens e 14 mulheres. Todos estão em isolamento domiciliar e apresentam estado de saúde estável. A SES esclarece ainda que registrou os primeiros casos de transmissão comunitária na capital fluminense.
A Fecomércio RJ está em contato com os sindicatos de todo o estado para orientar sobre as medidas de precaução para evitar a contaminação do novo coronavírus, conforme orientações do Ministério da Saúde.
Foto: Reprodução.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).