<
Atualizado às 17h09min.

VOLTA REDONDA
O pastor Charlie Félix, de 30 anos, muito conhecido no Sul do Rio depois que iniciou uma campanha para tentar um tratamento nos Estados Unidos, faleceu na noite de domingo (14), no Hospital da Unimed, em Volta Redonda. O corpo do religioso está sendo velado na Assembleia de Deus – Fogo e Glória, no bairro Siderlândia.
Missionário desde os 12 anos, Charlie era pai de uma menina de 04 anos. Ele descobriu a doença depois de uma viagem à África, quando fazia trabalho humanitário. Ele foi diagnosticado com “Glioma Pontino Intrínseco Difuso”. A doença, segundo o próprio pastor “não tinha cura”. Um tratamento é feito em uma universidade nos Estados Unidos.
Ele tentou angariar fundos para tentar o tratamento no exterior, mas não conseguiu. Ele tomava cerca de 20 medicamentos diferentes. Havia perdido parte da visão, audição, paladar, equilíbrio e movimentos do corpo. Charlie foi sepultado na tarde de segunda-feira (15), no Portal da Saudade, em Volta Redonda.