Atualizado às 17h08min.

PATRÍCIA ALVES
Queridos leitores, a partir de hoje também irei conversar com vocês sobre empreendedorismo. Vou abordar alguns assuntos relacionados, e principalmente, dar dicas para você que quer se tornar um empreendedor ou para você que já é ou se interessa em dividir comigo mais sobre este assunto.
O conceito de empreendedorismo surgiu no século XVII, na França, como “entreprenuer”. Porém, só chegou ao Brasil nos anos 1990. Apesar de toda essa demora, a quantidade de empreendedores que movimentam a economia no país ultrapassa os 5 milhões.
Segundo levantamento do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em abril deste ano, micro e pequenas empresas geraram no mês de março 93,7 mil novos postos de trabalho formal no país.
Mesmo em tempos difíceis economicamente, o empreendedorismo realizado com os pequenos negócios, foi o responsável pelo grande número de vagas abertas no mercado de trabalho.
No Sul Fluminense não está sendo diferente. O número de novos empreendedores aumenta a cada dia, principalmente entre as mulheres. Muitas pessoas estão buscando no empreendedorismo, a solução para o desemprego. Já que as oportunidades com carteira assinada estão cada dia mais difícil de encontrar. Além disso, estão na busca por independência financeira, liberdade de tempo, aumento ou complemento da renda mensal> Sem falar na oportunidade de atuar na área a qual tem paixão ou formação, causando impacto positivo na vida das pessoas.
O que é empreender ou ser um empreendedor?
Segundo o dicionário, empreender é “decidir realizar”. Sendo assim, o empreendedor é aquele sujeito realizador. É quem produz novas ideias por meio da criatividade e imaginação. É aquele que cria, planeja, organiza e põe em prática algo novo.
Para empreender, há algumas características necessárias ao empreendedor, para que de fato haja sucesso em seu negócio. Listei as seis principais para ajudar a nortear e guiar o trabalho e postura como empreendedor.
Imaginação/criatividade
Você é capaz de imaginar e criar? Qual sua grande ideia? Você é capaz de fazer diferente para fazer a diferença? Qual seu diferencial? Você é ousado?
Falando em criatividade, sugiro a leitura do meu texto anterior aqui no portal “Criar ou Copiar”; e também a do livro “Roube como um Artista – 10 dicas sobre criatividade”, de Austin Kleon. A leitura pode contribuir para despertar uma mente mais criativa e para você investir no negócio próprio, tendo como ponto de partida um diferencial e uma ideia inovadora.
Determinação
O quanto você quer e está disposto a realizar seu projeto, pôr em prática, sustentá-lo e enfrentar todos os desafios? É preciso querer muito e trabalhar em prol do objetivo pessoal. É preciso também ter coragem, foco e força.
Autoavaliação
Um bom empreendedor está sempre avaliando a postura, atitude e os passos que dá no negócio. Ele é capaz de avaliar o próprio desempenho. Além de aceitar opiniões e críticas construtivas que irão contribuir positivamente para o negócio.
Habilidade de organizar
Empreender requer muita organização e planejamento. Organização das ideias, das práticas, dos produtos e serviços e de toda parte, digamos, burocrática de uma empresa. Ela [habilidade] é o “ponto chave” do negócio. A disciplina também caminha lado a lado.
Habilidade de liderar pessoas
Nem sempre o empreendedor é um líder. Assim como também, nem sempre um líder é um empreendedor. A liderança neste meio empreendedor é a arte de influenciar. Porque para transformar uma empresa em um sucesso, é preciso influenciar os clientes, funcionários, fornecedores e até mesmo concorrentes, de maneira positiva, com credibilidade e respeito.
Habilidade de conhecer etapas e processos
Até chegar ao consumidor final, que é o cliente, seu produto ou serviço irá passar por vários processos para ser comercializado. O empreendedor deve conhecer a fundo tais processos para que ele tenha o total controle do negócio. Também é preciso estudar sobre esse meio e outros que irão te nutrir de conhecimento para guiar e alavancar a empresa. Estar atualizado, buscar informações e inovar sempre.
Depois das dicas pergunto a vocês e coloco uma reflexão
Primeiro, você tem um perfil empreendedor? Você está preparado para lidar com as emoções das pessoas? É capaz de ouvir, ajudá-las e de resolver seus problemas com profissionalismo, ética, empatia, respeito e honestidade? Num mundo tão desumano, competitivo e desigual, as pessoas podem confiar em você, no seu produto ou serviço?
Concluo dizendo que, venda, seja ela de produtos ou serviços é emoção, é resolver um problema do outro. Construa a própria credibilidade. Apareça positivamente e faça a diferença. Pense fora da caixinha.
Então gente linda, essas são as dicas de empreendedorismo que quero compartilhar com vocês essa semana. Comentem e me envie e-mails com sugestões e sobre se as dicas ajudaram vocês e se gostaram do conteúdo. Na próxima semana, irei dar dicas e indicações de uma rede de apoios que irá ajudar você empreendedor a estruturar o negócio e a ter mais conhecimento na área. (Fotos: Reprodução).
Obrigada, até semana que vem.

 

 


Comentários via Redes Sociais ou no portal:

(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).