Número de dispositivos móveis no Brasil passa dos 350 milhões em 2022
Fonte: Unsplash

TECNOLOGIA

Atualizado às 12h03min.
O uso de smartphones, tablets e notebooks continua em alta no Brasil, mesmo com a crise financeira que começou em 2020. Números recentes mostram mais de 350 milhões desses dispositivos móveis, com uma projeção de aumento para os próximos meses. Algo que afeta diferentes mercados, desde o comércio tradicional até o entretenimento. Afinal, esses aparelhos possuem diversas funções, e os brasileiros estão começando a habituar-se a isso.
Um exemplo disso aconteceu recentemente aqui em Volta Redonda. Em novembro do ano passado, um acordo da prefeitura com o Rio de Janeiro ajudou a implementar o aplicativo Taxi.Rio Cidades. O objetivo é oferecer uma opção adicional aos cidadãos na hora de pedir um táxi, e isso inclui o uso do smartphone ou de outro dispositivo móvel. Essa é uma utilização importante, pois mobilidade sempre foi um tema importante na região.
O impacto no comércio também é comprovado com números, inclusive com recorde nas vendas de aparelhos usados e de preços mais elevados. Os smartphones, por exemplo, cresceram em quase 6% em todo Brasil durante 2021, deixando para trás as quedas nas vendas do ano anterior. Os aparelhos com preço acima dos R$ 3 mil conseguiram resultados ainda melhores, sobretudo nos primeiros meses deste ano. Ou seja, estamos falando de um momento positivo para esse setor tão forte no país.
Até mesmo o público que não consegue gastar com smartphones mais caros está se movimentando. A venda de dispositivos móveis cresceu em todo o país, e mostrou a tendência de acompanhar os números da América Latina. São milhões de aparelhos comercializados todos os anos, algo que pode ser visto como positivo. Afinal, a compra de dispositivos eletrônicos mostra que a população está conectada, mesmo usando aparelhos recondicionados ou usados.

Uso no entretenimento

Os dispositivos móveis podem ser usados para diversas tarefas importantes, desde uma videochamada no trabalho até em uma transação bancária via Pix. Entretanto, o público brasileiro parece ter focado mais no entretenimento. Os serviços de streamings e os jogos mobile fazem sucesso com o público, e estão entre as atividades preferidas das pessoas atualmente. A variedade e a facilidade para acessar esses serviços explica esse uso mais voltado para a diversão.
No caso dos jogos digitais, os sites de apostas se destacam pelos cassinos online voltados para os smartphones. As melhores slots em dispositivos móveis, por exemplo, possuem todos os recursos das caça-níqueis online. Elas possuem temas variados, ofertas de rodadas gratuitas e uma dinâmica que faz das apostas um entretenimento mais chamativo. Além disso, essas plataformas também oferecem outros jogos de apostas em versão mobile, desde o pôquer até a roleta.
Os serviços de streamings também foram pelo mesmo caminho, com aplicativos e sites totalmente adaptados para funcionar em dispositivos móveis. A Netflix, a Prime Video e a HBO Max possuem excelentes avaliações nas lojas virtuais de aplicativos iOS e Android. Ou seja, o público aprova o funcionamento desses serviços, por isso o uso está em alta por todo o país.
As redes sociais também poderiam entrar nessa discussão, pois são usadas com muita frequência pelos brasileiros. São milhões de pessoas com perfis pessoais e profissionais em plataformas como o Instagram, o Facebook e o YouTube.

Mais aparelhos que pessoas

O curioso é que o número de dispositivos móveis no Brasil supera a quantidade de brasileiros. Afinal, segundo números da FGV, são 352 milhões de aparelhos espalhados pelo país. Isso significa mais de dois por habitante. Um número simples que mostra todo o potencial deste mercado envolvendo tecnologia. O objetivo para o futuro é que isso aumente, para que toda população tenha acesso à internet.
Esse é um pensamento que pode parecer utópico, mas vem se aproximando rapidamente. Atualmente, quase 80% da população brasileira possui a possibilidade de conexão, e a porcentagem só aumentou nos últimos 10 anos. O investimento neste setor digital tem sido crescente, inclusive com serviços voltados para as pessoas. Isso faz com que esses dispositivos móveis sejam essenciais na rotina. Alguns programas podem acelerar isso, inclusive para fazer com que mais tecnologia chegue nas pessoas.
O exemplo de Volta Redonda mostra como isso pode ser de grande ajuda, por isso os dispositivos móveis estão ganhando força no país. Apesar do momento mais apertado na economia, as novas tecnologias continuam ganhando espaço para garantirem uma espécie de economia. Vários órgãos públicos, por exemplo, conseguiram economizar milhões de reais com a digitalização, inclusive no Rio de Janeiro.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:  
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por opiniões de leitores na matéria).