Delegacia de Volta Redonda
VOLTA REDONDA

Atualizado às16h49min.
Uma mulher, identificada como Ana Angélica Caetano Caribé Pinho, de 48 anos sofreu uma tentativa de latrocínio no início da madrugada de quinta-feira (18), em Volta Redonda, no Sul do Rio. Segundo fontes na delegacia (93ª DP), Ana é a mulher acusada de matar outra jovem durante uma briga, no início do mês, na altura do Edifício Redondo, no bairro Aterrado.
A vítima da facada foi Tatiana Gonçalves de Noronha, atingida no abdomên durante a discussão, no dia 4 de novembro. A polícia trabalha com duas hipóteses de que possa ter sido uma tentativa de latrocínio ou uma vingança.
Ana está internada no Hospital São João Batista, para onde ela foi levada após ser roubada e baleada com tiros no peito. Ela passou por cirurgia e não corre risco. Os dois homens seriam conhecidos da vítima que a teriam levado para fazer saques em bancos da cidade, antes de levar ela até a Rodovia do Contorno e atirar.
Apesar disso, a polícia ainda não conseguiu um mandado de prisão contra Ana, por isso ela ainda está respondendo pelo homicídio em liberdade. De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) Ana, acusada do homicídio e vítima da tentativa de latrocínio, responde por outro homicídio, ocorrido em março de 2017. Sem mandado de prisão, Ana pode sair do hospital e voltar para casa.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:  
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).