RESENDE

Atualizado às 19h32min.
Uma mulher, de 30 anos, foi presa na manhã de sábado (27) depois de ser flagrada disparando ofensas contra o presidente Jair Bolsonaro, em Resende. O fato aconteceu no KM 305 da Dutra, onde Bolsonaro cumprimentava motoristas que passavam pela rodovia, como é de costume nas visitas dele na Aman (Academia Militar das Agulhas Negras).
A acusada estava em um veículo Ford Fiesta, quando teria gritado  vários xingamentos ao presidente. O carro foi abordado pela PRF, que deteve a mulher pelo crime de injúria. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Federal de Volta Redonda.
O ato de injuriar é atribuir palavras ou qualidades ofensivas a alguém, expor defeitos ou opinião que desqualifique a pessoa, atingindo a honra e/ou a moral. A lei prevê pena de detenção, de um a seis meses, ou multa. No artigo 141, consta o aumento de pena a injúria contra o Presidente da República ou contra chefe de governo estrangeiro, em razão da importância das funções desempenhadas.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:  
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).