Bruno Marini confirma pré-candidatura para prefeito em Barra Mansa
Foto: Arquivo - SFO.
BARRA MANSA

Atualizado às 09h47min.
O Ministério Público Federal (MPF), por meio da Procuradoria Regional Eleitoral, opinou a favor do recurso apresentado por Bruno Marini, pelo registro da candidatura à prefeitura de Barra Mansa pelo PSD. Marini está recorrendo em segunda instância da decisão da 94ª Zona Eleitoral do município, que negou o registro da chapa a “Prosperidade Barra Mansa”.
No parecer publicado no sábado (24), a procuradora substituta Neide Cardoso de Oliveira registra que “a prescrição da pretensão punitiva (e não apenas executória) relativa ao crime popular praticado pelo recorrente, com transitado em julgado no dia 18 de novembro de 2019, não subsistem quaisquer efeitos da condenação, incluindo consubstanciado na inelegibilidade”. O empresário foi condenado por crime tributário em Bananal, cidade paulista vizinha a Barra Mansa.
A candidatura do empresário foi indeferida pela juíza da 94ª Zona Eleitoral de Barra Mansa, Flávia Fernandes de Melo Balieiro Diniz, atendendo denúncia do PSB. Anteriormente, o Ministério Público Eleitoral já tinha se manifestado contrário ao registro da candidatura de Marini. Ainda não tem nada decidido e ele ainda aguarda uma decisão final para afirmar ou não a candidatura definitiva.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).