Câmara de Vereadores de Barra Mansa
<
BARRA MANSA

Atualizado às 15h38min.
Três parlamentares eleitos em Barra Mansa, no Sul do Rio, podem perder o mandato. Pissula (PV), Eduardo Pimentel (PV) e Bruno Oliveira (PRTB) estão na mira do Ministério Público Eleitoral (MPE) depois que a promotoria entrou com um pedido para investigar supostas irregularidades na montagem das chapas para as eleições de 2020. Segundo o MPE, os partidos não teriam cumprido a cota mínima de mulheres na nominata de candidatos. A irregularidade impugnaria a chapa de concorrer as últimas eleições em novembro passado.
Se a Justiça aceitar a denúncia, os três parlamentares podem perder o mandato. Além disso, todos os votos sofreriam uma recontagem, sem a presença dos PV e do PRTB. O procedimento para registro das candidaturas femininas é o mesmo que as masculinas. O que era verificado era se a quantidade representava 30% de mulheres. Exatamente o que questiona o MPE.
O que a Justiça deve investigar era se houve a prática de “candidatura laranja”, para fechar nominata e concorrer nas eleições. Caso essa ou outra irregularidade seja provada, o juiz terá autonomia para derrubar a chapa inteira. Nossa equipe tentou contato com as defesas dos vereadores citados, mas até o momento ninguém atendeu nossas ligações. Caso enviem algo está matérias será atualizada.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).