<

Atualizado às 10h20min.


VOLTA REDONDA

O motorista Carlos Henrique Alves, de 47 anos, faleceu na manhã desta terça feira depois de um incidente trágico.

Ele teve o corpo imprensado na porta do micro-ônibus, que ele costumava trabalhar, no início da manhã de hoje (19) na rua 719, no bairro casa de pedra em Volta Redonda.

Segundo a polícia militar não existem testemunhas sobre o momento do incidente.

Um frentista chegava pra trabalhar antes das 6 da manhã, em um posto de gasolina próximo ao local e encontrou o homem preso na porta do ônibus.

Acreditando que Carlos ainda estivesse vivo ele, ajudado por outros motoristas, retirou o corpo do veículo e chamou a polícia. O frentista afirmou que o motorista costumava parar ali todos os dias no mesmo horário.

Aparentemente Carlos estava descendo do veículo quando as portas se fecharam, prendendo e imprensando o corpo do motorista.

Uma marca do lado direito do peito da vítima, aparentemente, indica onde a porta do veículo imprensou o corpo de Carlos que, segundo a perícia, morreu asfixiado.

No início da manhã o perito da polícia civil acompanhado de representantes da empresa Tursan, faziam testes no sistema de acionamento das portas do ônibus. Preliminarmente foi apurado que o sistema é pneumático e que não existem dispositivos de segurança para evitar possíveis esmagamentos.

O motorista morava no Conjunto Habitacional Vila Rica, que fica próximo do local. Até o momento da publicação desta reportagem, o corpo ainda estava no local do acidente.