Atualizado às 08h29min.

ITAGUAÍ
Apontado como mandante e possível autor da chacina de Mangaratiba, o traficante Robson dos Reis, o “Robinho da Junqueira, foi morto a tiros, na noite desta segunda-feira (23), durante operação para prendê-lo, no bairro Itimirim, em Itaguaí-RJ, Região Metropolitana do Rio. A ação contou com policiais militares e federais. Robinho teria reagido à ordem de prisão. Na madrugada de 03 de julho, Robinho, e pelo menos mais um comparsa, segundo a polícia, matou a tiros seis pessoas de uma mesma família, em Mangaratiba-RJ. Na ocasião, apenas um bebê de oito meses escapou dos disparos.
De acordo com o delegado Rodrigo Coelho, da 165ªDP (Mangaratiba), a motivação do crime teria sido a disputa pelo controle do tráfico de drogas na cidade. O alvo dos bandidos era Bruno de Souza dos Santos, conhecido como Índio, de 19 anos. “O Bruno teria começado a vender drogas na localidade e não queria se subordinar ao Robinho da Junqueira, chefe do tráfico. Robinho decidiu eliminar Bruno. Não temos dúvida de que ele ou estava na cena do crime ou foi o mandante”, disse o delegado.
Além de Bruno, foram executados Michele Nunes da Silva , de 37 anos; Rayane Nunes da Silva Garcia, 22; Rafael da Silva da Motta, 18; Jonathan Nunes Muniz, 16; e Claudemir Pinto Francelino, 33.