<

Atualizado às 12h15min.


Volta Redonda

A Câmara de Vereadores de Volta Redonda fez uma homenagem na sessão desta segunda-feira (07) quatro médicos cubanos que atuaram na cidade. O contrato com o governo federal terminou após três anos e meio de trabalho. Os homenageados Carlos Fernández González, Magalys Rodrigues, Sandra Romero Machado e Roma Suarez, receberam moções feitas pelo vereador José Augusto (PDT).

Os doutores cubanos levaram vários pacientes admiradores à sessão. Muitos fascinados pelo tratamento humanizado dado pelo médicos. Eles embarcam para Cuba na próxima quinta-feira (10). Eles garantem que vão levar muitas lembranças, experiências e saudade com eles.

Todos os 20 vereadores aprovaram por unanimidade as moções de congratulações e aplausos. Eles atuaram em unidades de saúde na Vila Mury, Vila Brasília, Belo Horizonte, Água Limpa e Volta Grande. O governo tem dois meses para substituir os médicos que deixam a cidade. Que devem atuar nos mesmo bairros.

O vereador José Augusto (PDT), lembrou, ao usar a tribuna da Casa, que teve experiências com Cuba e que a passagem dos médicos pela cidade promoveu uma troca de informações e o exemplo de um trabalho médico humanizado.

– Tenho certeza de que eles vão levar muitas experiências e deixarão uma forma diferente e especial de fazer medicina – afirmou.

(SUL FLUMINENSE ONLINE)

Esses médicos foram aos lugares mais simples da cidade, lembrou o vereador Paulinho do Raio X (PMDB), ressaltando que eles deixaram o país de origem para cuidar dos brasileiros e provocaram os sentimentos mais puros e simples que ajudaram no tratamento e na recuperação de muita gente. Já Edson Quinto (PR) lamentou a partida dos médicos  agradeceu.

– Desejo sucesso. Muitos pacientes que chega desesperado, às vezes, e o bom papo, o carinho e o acolhimento ajuda imediatamente na recuperação do paciente. Eles merecem todas as homenagens porque contribuíram muito com a saúde da nossa cidade – ressaltou.

A moradora, comerciante e paciente do Água Limpa, Leni Fátima, elogiou emocionada o trabalho do médico Roma Suarez. Para ela, muita gente do bairro vai sentir saudade.

– Tem muitas pessoas chorando a saída deles. O tratamento humano deles é muito diferentes dos médicos brasileiros. Uma educação e carinho com os pacientes. Eu fiz questão de vir pessoalmente aplaudir, agradecer e me despedir. Ele tratou meu pai, meu irmão e eu também – disse com os olhos marejados de lágrimas.

(SUL FLUMINENSE ONLINE)

O médico Carlos Fernández usou a tribuna e em um discurso rápido agradeceu as demonstrações de carinho. Ao final, recebeu de uma paciente um presente, que disse “ele é o melhor médico que conheci na minha vida”. Demonstrações de carinho como esse que Roma Suarez disse que nunca vai esquecer e já quer voltar em breve.

– Para mim foi muito, muito bom mesmo estar aqui esse tempo. Vou, mas meu coração vai ficar aqui. Nem sei como vou viver sem o Brasil. Dos países que trabalhei, o Brasil foi o que mais gostei. Me acrescentou muito. Sem falar do amor que recebi. Vou com vontade de ficar – frisou.

Sentimento que a médica, Magalys Rodriguez, compartilha.

– Para mim foi excelente. Trabalhei na Vila Mury e fui muito bem acolhida pelos pacientes, parceiros de trabalho e por todos. Acrescentou muito na minha carreira profissional para atuar melhor no meu país. Vou sentir saudades de todos – destacou.

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns a iniciativa dos Senhores Vereadores, mas cada as homenagens e gratificações aos nossos médicos brasileiros.Vamos valorizar mais nossa gente.

Comments are closed.