Atualizado às 20h02min.

VOLTA REDONDA 
O vice-prefeito de Volta Redonda, Maycon Abrantes, deu um passo rumo a saída do grupo político de Samuca Silva, pelo qual ele foi eleito em 2016. Ele pediu a exoneração do cargo de presidente da Companhia de Habitação (Cohab), nessa quinta-feira (6). A decisão foi anunciada pelas redes sociais, em um vídeo, que ainda afirmava que, a partir de agora, ele estava politicamente “independente do prefeito”.
No vídeo, ele ainda diz que a decisão se deve ao prefeito “agir de maneira contrária com tudo que pregamos e trabalhamos durante a campanha”. 
Sempre pensamos numa mudança, na renovação, em acabar com a velha política. Tudo isso não aconteceu – declarou o vice-prefeito. Ele se referiu a fato de Samuca ter chamado para o primeiro escalão do governo adversários políticos de 2016: A ex-vereadora e concorrente nas eleições, América Tereza, o ex-deputado e ex-aliado de Neto, Nelson Gonçalves e o empresário Rogério Loureiro.
Maycon ainda revelou que “não concordou” com o fato de o prefeito incorporar ao governo ex-adversários pensando que ganharia força política”. O vice chegou a acumular o cargo, no início do mandato, na pasta de Assistência Social (SMAC). Ele disse ainda que acreditou em um projeto “realmente diferente”, o que não teria acontecido, segundo ele.
Ele se mostrou incomodado com, segundo Maycon, a forma que “Samuca estariam tratando os demais secretários”, que não fossem os novos aliados. “Matérias sempre saem enaltecendo os novos aliados que vieram sem diálogo, sem justificar para a população e para gente, que acredita no governo, o motivo de tudo”, criticou Maycon. Ele ainda ressaltou que “nada contra as pessoas”, mas sim contra a forma que Samuca estaria “agindo com os demais secretários”. Maycon ainda justifica que falou com o prefeito no domingo (2) da decisão de sair da presidência da Cohab.

Hoje protocolei meu pedido de exoneração da COHAB e a partir de agora exercerei meu mandato de Vice Prefeito de forma independente. Após diversas tentativas de conversar sobre os problemas e a forma do prefeito governar, que estava sempre indo contra o discurso que nos fez vencer as eleições, nada mudou. Diante disso nossa relação foi se desgastando e não consegui ter o respeito que buscava para com a população e a cidade. Dessa forma continuarei defendendo os interesses da população e buscando as melhorias que nossa cidade precisa, como Vice Prefeito.

Gepostet von Maycon Abrantes am Donnerstag, 6. Februar 2020

Márcia Cury deixa a direção na OS que administra o São João Batista
Esse momento é esperado pela classe política. Não é exclusividade de Volta Redonda. Até 4 de abril, todas as cidades da região passarão por rompimentos e mudanças políticas, por conta da chamada “Janela Partidária”. No caso de Maycon e Márcia Cury ainda se comenta pelos corredores de que eles poderiam vir pré-candidatos a prefeito e vice. Não se sabe em que ordem. Ainda como pré-candidatos a uma cadeira de vereadores. Márcia e casada com um tio de Maycon. Portanto, são parentes próximos. Márcia tem uma força política que foi conquistada na eleição para deputada, em que ela conseguiu uma votação expressiva que quase a deixou na suplência da Alerj (Assembleia Legislativo do Rio de Janeiro).
Ela foi indicada para assumir a direção administrativa da OS (Organização Social) do Hospital São João Batista. Ela alegou que o motivo seria a posição crítica na forma de administrar a saúde da cidade. Ela ainda é cogitada para ser vice de outros pretendentes a cadeira de gestor, ao Palácio 17 de Julho, sede do governo municipal.
No início da noite, Márcia também publicou nas redes que a saída dela da OS foi por motivação política.
– Venho a público informar que fui exonerada da O.S. AFNE, (Associação Filantrópica Nova Esperança) que assumiu a administração do Hospital São João Batista, em dezembro, e para a qual estive prestando serviços nos últimos 30 dias. Ao ser exonerada, tomei ciência de que o meu afastamento foi uma medida de interesse político – afirmou ela.
Ela ainda continua, “Discordei de muitas atitudes da nova administração da área de saúde, prejudiciais ao corpo de funcionários, como também discordo de atos do atual governo, em termos de gestão. Em várias oportunidades cheguei a apresentar meu pedido de exoneração, mas acabei permanecendo, sentindo que as pessoas precisavam da minha presença junto ao governo. Deixo o governo, ao ser demitida, com a certeza do dever cumprido. Tenho consciência de que meu trabalho foi reconhecido pela comunidade, a quem sempre dediquei integralmente o meu tempo e o meu conhecimento”, finalizou.
Sobre Maycon, Samuca emite nota oficial
No final da tarde, a assessoria do prefeito Samuca Silva encaminhou uma nota sobre a decisão do vice-prefeito. “O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, afirma que Maycon Abrantes, sempre foi parceiro do projeto de mudança e reconstrução de Volta Redonda, e que foi pego de surpresa com o anúncio do vice-prefeito em suas redes sociais.  Samuca, que cumpre hoje agenda de interesse do desenvolvimento da cidade em São Paulo, espera continuar contando com a colaboração de Maycon Abrantes na administração.
Foto: Arquivo – SFO.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).

1 COMENTÁRIO

  1. Agora que a eleição taí e já sabem que o Samuca não ganhará, e mole sair fora.Diante da declaraçao deles por que não sairam antes?!

Comments are closed.