Maradona morre em casa, na Argentina
Diego Maradona, em foto de março de 2020 — Foto: Natacha Pisarenko/AP/Arquivo
<
ARGENTINA

Atualizado às 14h29min.
Diego Armando Maradona, maior jogador de futebol da história da Argentina e lenda do esporte mundial, morreu na quarta-feira (25) aos 60 anos. Segundo as primeiras informações, Mardona morreu em casa, na cidade de Tigre, perto de Bueno Aires. A notícia foi dada em primeira mão pelo jornal argentino “Clarín”.
O ex-jogador sofreu uma delicada cirurgia no cérebro no começo do mês e recebeu alta oito dias depois. Ele passou pelo procedimento para drenar uma pequena hemorragia na cabeça. Um advogado do ex-jogador confirmou a morte dele.
Campeão mundial da Copa de 1986, quando ficou eternizado pelos gols que marcou contra o time da Inglaterra. Maradona era reverenciado como deus na argentina. O gol de mão ficou mundialmente conhecido e apelidado de “mão de Deus”. Além do que ele driblou metade do time, inclusive o goleiro, eleito pela Fifa, em 2002, como o mais bonito da história das Copas do Mundo.
Diego ainda jogou as Copas de 1982, 1990 e 1994, quando acabou caindo no doping. Na Copa de 1990, ele e Caniggia fizeram a jogada que eliminou a seleção brasileira nas oitavas de final.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).