VOLTA REDONDA

Atualizado às 23h18min.
A Justiça libertou o motorista, de 30 anos, que atropelou e matou Angélica Andrade Barbosa Teixeira, de 52 anos. A mulher estava em uma moto e foi atingida, e em seguida arrastada, na tarde do último dia 5, na esquina da Rua José Haugen, com a Avenida Amaral Peixoto, próximo ao Mercado Popular, no Centro de Volta Redonda. Ele foi detido pela Guarda Municipal e ficou preso até sábado (7), data em que foi realizada a audiência de custódia.
A decisão de conceder liberdade ao motorista foi da juíza Christiane Jannuzzi Magdalena, que determinou como condições cautelares que o acusado compareça mensalmente em juízo, até o dia 10 de cada mês, para informar atividades, iniciando-se no mês de setembro.
Uma fonte do SUL FLUMINENSE ONLINE, que estava, no momento em que o homem foi detido por guardas municipais, afirmou que o homem parecia transtornado e fora de sim. Outra fonte confirmou que ele teria transtornos psicológicos e que estava fugindo para não ser preso no momento que atropelou e matou a mulher.
Na Justiça. O homem, preso em flagrante, também está proibido de sair de Volta Redonda, por prazo superior a 30 dias, sem comunicação e autorização prévia do juízo. Ele ainda está obrigado a manter atualizado seu endereço nos autos e de comparecer a todos os atos do processo, devendo ser fornecido endereço atualizado no momento do cumprimento do alvará de soltura.
Ao analisar os fatos, a juíza considerou que o condutor, segundo consta, é primário, não possuindo qualquer condenação. “O crime, no mais, não envolveu qualquer outra circunstância capaz de torná-lo mais grave do que o indicado pelo próprio tipo penal”, destaca. “No mais, o registro de ocorrência aponta para a existência de endereço fixo por parte do réu, o que indica a inexistência, por ora, de risco à instrução criminal e à aplicação da lei penal. A mera gravidade das consequências do crime em abstrato não são fundamento suficiente para a manutenção da prisão cautelar”, complementa.
Se descumprir qualquer medida determinada incorrer na decretação da prisão preventiva. Outra pessoa, que passava pela rua que o homem subiu na contramão ainda escapou por pouco de também ser atropelada e ferida pelo motorista. O momento foi flagrados por uma câmera de segurança da prefeitura.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).