<
BARRA MANSA

Atualizado às 13h58min.
A juíza da 1ª Vara Cível de Barra Mansa, Anna Carolinne Licasalio da Costa, determinou nesta segunda-feira (dia 5), o fechamento de todas atividades consideradas “não essenciais” em Barra Mansa, no Sul do Rio.
A decisão acontece em função da cidade ter atingido níveis de ocupação de leitos de UTI e de enfermarias acima dos 50% estabelecidos no acordo celebrado entre o município e o MPRJ, maio do ano passado. Com os índices acima do estabelecido, as atividades econômicas não essenciais devem permanecer fechadas por sete dias. Ficou definida a realização de uma videoconferência no dia 9 de abril, às 13h.
Segundo a determinação, só poderão funcionar as atividades constadas no Decreto 9834/20. São elas:
Postos de Combustível das 6 às 19 horas; Supermercados das 7 às 21horas; Açougue, padaria, hortifruti, peixaria e congêneres das 7 às 21 horas; Farmácia das 7 às 23 horas, podendo fazer plantão de 24 horas.
Além disso, materiais de construção das 7 às 18 horas; Óticas somente para manutenção e comércio de óculos de grau e correção visual das 10 às 14 horas; Lojas de Aviamento das 10 às 14 horas; Oficinas Mecânica e Elétrica das 7 às 18 horas; Clínicas odontológicas e veterinárias somente em caso de urgência e emergência; Clínicas médicas e fisioterapia das 8 às 17 horas com atendimento individual.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).