<
Atualizado às 14h15min.

VOLTA REDONDA 
O juiz da 10ª Vara de Execuções Fiscais da Justiça Federal de São Paulo bloqueou, nesta terça-feira (28), o pagamento de R$ 890 milhões em dividendos da CSN. Os recursos foram declarados no dia 17 de agosto e estava previsto para ser pago na quinta-feira (30).
No início do mês, a CSN informou que a “remuneração fazia parte do esforço para alongar seu passivo financeiro que permitiu ao mesmo tempo concluir o reparcelamento de dívida de curto prazo com o Bradesco”.
Para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa disse ter sido “surpreendida” com a decisão judicial. A empresa ainda não se pronunciou oficialmente sobre a decisão.