Atualizado às 17h23min.

VASSOURAS
O acidente que resultou na morte de uma mulher, de 54 anos, ainda não identificada, pode ter sido causado pela combinação de ingestão de álcool e direção. Em um HB20, com placas do Rio, seguiam quatro jovens, com idades entre 20 e 25 anos.
O mais velho, o motorista, estava com a Carteira Nacional de Habilitação vencida há mais de um mês. Foram encontradas ainda garrafas de bebidas na cena do acidente. Ainda não se sabe se eles consumiam álcool dentro do carrou ou na festa.
Segundo a PRF, ele ainda se recusou a fazer o teste do etilômetro. Eles são estudante do bairro do Recreio, no Rio. O próprio motorista confirmou que eles estavam em uma festa à fantasia, em Vassouras, na noite de sábado (12. A cidade recebe um evento universitário que reúne faculdades de todo o estado e até de fora.
No outro carro seguiam dois idosos. Quem dirigia era um homem, de 74 anos, segundo a PRF. Ele foi levado para o hospital, onde ainda passa por cuidados médicos. O casal mora em Vassouras.
Um dos estudantes vestido de presidiário minutos depois do acidente na BR-393.
Foto: Redes Sociais – Divulgação-PRF.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:

(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).

1 COMENTÁRIO

  1. Então jornal friso aí que a carteira nacional dele estava vencida a carteira dele vencida ou não não ia adiantar de nada porque aí negligência aí foi desses quatro responsáveis ou melhor esses quatro vermes que participavam de uma festa universitária que a única coisa que o jornal fez certo foi frisar as garrafas de bebida caída na estrada e ainda tem um vagabundo com a roupa de presidiário infelizmente mataram um inocente porque se pelo menos tivesse morrido os quatro tava bom deixa aqui é minha revolta e deixar um alerta também para a nossa polícia quando tiver festa tipo essa vocês deviam fazer plantão com a lei seca pelo menos 10 m que aí ia pegar todo mundo embriagado é uma falta de responsabilidade encontro nosso Brasil tiver essas lei frouxa isso nunca vai acabar

Comments are closed.